Início / Agricultura / Esporão celebra 50º aniversário com ministra da Agricultura

Esporão celebra 50º aniversário com ministra da Agricultura

A Herdade, onde nasceu a marca Esporão, tem cerca de 702 hectares de vinhas, olivais e outras culturas potenciadas pelo Modo de Produção Biológico, conta com cerca de 40 castas, quatro variedades de azeitona, pomares e hortas. E vai celebrar o cinquentenário com a presença da ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes.

A cerimónia realiza-se este sábado, 24 de Junho de 2023, na Herdade do Esporão, em Reguengos de Monsaraz.

A pouco mais de 170 km a Sudeste de Lisboa, junto à histórica cidade de Reguengos de Monsaraz, deparamo-nos com uma típica paisagem do Baixo Alentejo. É aqui, por entre suaves planícies e vales pouco profundos escavados por ribeiras intermitentes, campos de cereais, vinhas e olivais que encontramos a Herdade do Esporão.

Os montes e pequenos povoados de casas caiadas guardam em si a memória de uma vivência que vem da pré-História das antas e dolmens e foi progredindo pela mão dos iberos, romanos, visigodos, muçulmanos e outros tantos que por aqui passaram, refere fonte institucional da produtora.

E adianta que a história medieval da região começa com a reconquista cristã de Monsaraz e da baixa de Reguengos em 1232 – desde então que o vinho e o azeite são marca indelével da região. Só em 1267 é que os limites geográficos da Herdade do Esporão (inicialmente Defesa do Esporão) foram definidos, tendo-se mantido praticamente inalterados até hoje, apesar de este ter sido um lugar de sangrentas batalhas e de feitos heróicos ao longo de quase nove séculos de existência.

José Roquette compra em 1973

Soeiro Rodrigues, juiz da cidade de Évora, terá sido o primeiro dos muitos proprietários, entre os quais se incluem o mestre de Santiago Rodrigues de Vasconcelos, o Morgado D. Álvaro Mendes de Vasconcelos (que terá erigido a Torre do Esporão) e os condes de Alcáçovas, que mantiveram a propriedade na família até 1973, ano em que a venderam a José Roquette e Joaquim Bandeira.

Em 1985, realiza-se a primeira colheita que dá origem à marca Esporão e ao primeiro vinho produzido pela, então, Finagra. Em 1989, inicia-se o processo de exportação de vinhos, estendendo-se, hoje, a mais de 50 mercados internacionais.

Mercado do azeite

Oito anos depois, Esporão entra no mercado do azeite com a aquisição da SPAZA (Sociedade Produtora de Azeites do Alentejo) – actual Esporão Azeites.

Situada no Alentejo, em pleno montado, a Herdade do Esporão apresenta condições únicas para a agricultura. Com cerca de 700 ha de vinhas, olivais e outras culturas. Neste território estão plantadas cerca de 40 castas, 4 variedades de azeitona, pomares e hortas.

A produção de azeites Esporão parte da vontade de “aplicar o conhecimento adquirido na produção de vinhos à produção de azeites de grande qualidade. Assim, procuramos que os nossos azeites sejam a expressão da sua terra, valorizando as variedades autóctones”, realça a mesma fonte.

Todos os azeites, exclusivamente do tipo virgem extra ou virgem, são produzidos com recurso a métodos naturais e a processos inteiramente tradicionais, “preservando o sumo puro das azeitonas que colhemos”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Garland Logistics obtém Certificação IFS Logistics para armazenamento e transporte de bens alimentares

Partilhar              A Garland Logistics, empresa de logística do Grupo Garland, obteve a exigente certificação pelo Standard …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.