Início / Agricultura / Espanha: Xylella fastidiosa leva a quebra de 50% na colheita de amêndoa em Maiorca

Espanha: Xylella fastidiosa leva a quebra de 50% na colheita de amêndoa em Maiorca

A ilha espanhola de Maiorca vai colher cerca de menos 50% de amêndoa na actual campanha devido à Xylella fastidiosa, alerta a União de Agricultores de Maiorca, que calcula que esta diminuição poderá significar uma perda de 5 milhões de euros.

Trata-se de uma situação que os agricultores atribuem à bactéria Xylella fastidiosa, que além de danificar a árvore, impede que aquela continue a produzir. Por isso, já solicitaram uma reunião com o governo para criar um grupo de trabalho e decidir que medidas tomar.

Segundo avança o portal espanhol cadenaser.com, em 2016, a ilha de Maiorca produziu 1.700 toneladas de amêndoa. Na colheita deste ano, que começou no início de Agosto, os agricultores se deram conta de que apenas poderiam obter metade dessa produção, entre 800 o 900 toneladas. O presidente da União de Agricultores de Maiorca, Biel Torrens, afirma mesmo que há colheitas que forma dadas como completamente perdidas.

Em Maiorca há cerca de 14.000 hectares de amendoal, mas os agricultores calculam que apenas poderão fazer colheita em 5.000 a 7.000 hectares. As perdas na produção podem chegar aos mil euros por hectare, a que se somam outros 4.000 euros pelas árvores que se têm de replantar.

A Xylella

A Xylella fastidiosa, a praga do olival, ‘saltou’ das Baleares e chegou ao território continental de Espanha, em Alicante na Região Autónoma de Valência. A confirmação foi dada no passado dia 29 de Junho de 2017 pelos serviços fitossanitários espanhóis.

Esta detecção ocorreu num pomar de amendoeiras de cerca de meio hectare, com mais de 30 anos, na sequência da informação prestada pelo proprietário de observação de uma quebra anormal da produção e de necroses (queimaduras) nas folhas.

Ver também:

DGAV alerta passageiros provenientes das Ilhas Baleares para os perigos da Xylella fastidiosa

55% dos casos de Xylella confirmados nas Baleares afectam amendoeiras e oliveiras

Xylella fastidiosa: plantas provenientes das ilhas Baleares proibidas em Portugal

DGAV pede vigilância contra Xylella fastidiosa e lança poster sobre plantas hospedeiras

DGAV divulga plano para resposta rápida à Xylella fastidiosa

Xylella fastidiosa, o que é, como prevenir?

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Economia do Mar no centro do estreitamento de relações entre Portugal e São Tomé e Príncipe

Partilhar              O ministro da Economia e do Mar de Portugal, António Silva Costa, reuniu-se ontem, 30 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.