Início / Agricultura / Ervideira fecha primeiro semestre do ano com mais de 1 M€ de facturação

Ervideira fecha primeiro semestre do ano com mais de 1 M€ de facturação

A Ervideira atingiu 1,2 milhões de euros de facturação no primeiro semestre de 2022, um crescimento de 30% em relação à média dos últimos seis anos. Este valor supera ainda o total atingido em períodos homólogos durante os seus melhores anos: 2018 e 2019. A empresa espera fechar o ano com um volume de negócios de 2,5 milhões de euros.

Este crescimento tem por base os bons resultados dos vinhos de topo da empresa: Conde D’Ervideira e Invisível. Estas duas marcas, de categoria super premium, representam já mais de 60% da facturação, seguindo-se a gama Vinha D’Ervideira (a categoria de vinhos da família), logo depois a gama Flor de Sal (vinhos elaborados pela 5ª geração da família) e, só de seguida, os vinhos Terras D’Ervideira e Lusitano, o que demonstra uma pirâmide totalmente invertida do negócio.

Para o director executivo da Ervideira, Duarte Leal da Costa, “este crescimento da facturação vem consolidar os resultados financeiros da empresa, que sofreram um rude golpe com os aumentos de custos relacionados com energia, combustíveis, fitofármacos, garrafas, cartões, entre outros, o que representa um crescimento de 32% das despesas totais acumuladas em 2022, valor este que não foi transportado para os consumidores”.

Duarte Leal da Costa acrescenta que “no sector dos vinhos, o segundo semestre é mais forte do que o primeiro, pois contempla o Verão e o Natal. Por isso, a expectativa da Ervideira é de que se prepara para fazer o seu melhor ano de sempre, atingindo os 2,5 milhões de euros de facturação”.

Recorda a empresa, em nota de imprensa, que durante o período pandémico a Ervideira teve que se adaptar, ao apostar na produção de álcool gel e nas vendas online, quer através de canais próprios, quer através de distribuidores nacionais e internacionais relevantes no sector.

Durante os meses de Verão de 2020 e 2021 “registaram-se resultados positivos, graças à contribuição do turismo nacional, que teve um reforço nos vinhos de categoria superior. Actualmente, e com a quebra de performance nas lojas online, os resultados têm sido compensados sobretudo pela recuperação no sector da restauração”, acrescenta a mesma nota.

A Ervideira é uma das empresas vitivinícolas seculares em Portugal, produzindo vinho desde 1880. Actualmente possui um total de 110 hectares de vinha, distribuídos pelas sub-regiões da Vidigueira (60 ha) e Reguengos (50 ha). Entre os seus vinhos, estão marcas como Conde D’Ervideira, Invisível, Vinha D’Ervideira, Terras D’Ervideira e Lusitano.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Suinicultores preocupados e perplexos face ao ‘desaparecimento” da Secretaria de Estado da Agricultura

Partilhar              A direcção da FPAS — Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores expressa a sua “preocupação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.