Início / Empresas / Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos já tem nova administração

Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos já tem nova administração

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ministro do Ambiente e da Acção Climática, João Pedro Matos Fernandes, indigitou Vera Cordeiro Pereira de Sousa Eiró e Joaquim Manuel Faria Barreiros para o conselho de administração da Entidade Reguladora da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).

Vera Eiró é doutorada em Direito Público e pós-graduada em Direito do Ambiente e do Urbanismo. É também professora Universitária e Advogada nas áreas de Direito Público e Regulatório.

Joaquim Manuel Faria Barreiros é professor auxiliar convidado da Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Licenciado em Economia, presidiu à comissão de Parceria do Sistema de Águas da Região Noroeste, tendo sido também quadro da Sonae Indústria e da Corticeira Amorim.

Após terem obtido parecer positivo da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CReSAP), os indigitados serão brevemente ouvidos em audição na Comissão Parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, entidade que emitirá um parecer fundamentado, refere uma nota de imprensa do Gabinete do Ministro do Ambiente e da Acção Climática.

Relembre-se tal como foi noticiado pelo Jornal i, o mandato de Ana Barreto Albuquerque como vogal da ERSAR terminou a 20 de Abril, mas a vogal continuava em funções, não sendo os mandatos renováveis. E o mandato de Paulo José Lopes Marcelo termina já a 20 de Outubro.

O agriculturaemar.com tinha questionado o Ministério do Ambiente sobre esta situação, tendo-nos sido dito que, ao contrário do que escreveu o i,  “não existe qualquer “violação da lei” em relação ao mandato da vogal da ERSAR Ana Barreto Albuquerque. O processo de substituição está, neste momento, em curso”.

A substituição das administrações das Entidades Reguladoras tem sido um problema de décadas. Por exemplo, o mandato dos membros do conselho de administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) tem a duração de seis anos, não sendo renovável. Mas Carlos Tavares esteve mais de um ano, desde Setembro de 2015 como presidente interino da Entidade.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Associação de Bebidas Espirituosas defende fim da proibição de venda de bebidas alcoólicas a partir das 20h00

Partilhar            A Anebe – Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas diz continuar “empenhada em contribuir …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.