Início / Agricultura / Empresas afectadas pelos incêndios de 15 de Outubro já podem pedir apoio

Empresas afectadas pelos incêndios de 15 de Outubro já podem pedir apoio

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As empresas afectadas pelos incêndios ocorridos no dia 15 de Outubro de 2017 nas regiões Centro e Norte já podem concorrer ao programa criado pelo Governo visando a sua recuperação e orçado em 100 milhões de euros, destinados à aquisição de equipamentos. O Decreto-Lei n.º 135-B/2017 foi publicado na sexta-feira em Diário da República. E a partir de 13 de Novembro os empresários podem contar também com uma linha de crédito com juros bonificados no valor de 100 milhões de euros.

O Sistema de Apoio à Reposição da Competitividade e Capacidades Produtivas é um apoio fornecido pelo Estado sob a forma de subvenção não reembolsável, tendo o respectivo decreto-lei (135-B/2017) sido publicado na sexta-feira em Diário da República.

E a ACIB — Associação Comercial e Industrial da Bairrada salienta que em causa está uma linha de apoio com uma dotação de 100 milhões de euros que visa permitir o restabelecimento rápido das condições de produção das empresas directamente afectadas com prejuízos directos, sendo apoiadas, nomeadamente, a aquisição de máquinas, de equipamentos, de material circulante de utilização produtiva e as despesas associadas a obras de construção necessárias à reposição da capacidade produtiva.

Linha de crédito disponível a 13 de Novembro

A medida é complementada com outras iniciativas governamentais como uma linha de crédito com juros bonificados (100 milhões de euros), novos concursos no âmbito do Portugal 2020 (80 milhões de euros) e ainda um pacote de medidas de simplificação dos concursos do Portugal 2020 já em curso.

Todas entraram já em vigor, à excepção da linha crédito, que começa a funcionar a 13 de Novembro.

O diploma refere que face à dimensão dos prejuízos poderão ainda ser desencadeadas outras medidas complementares que permitam reforçar a coesão económica e social dos territórios particularmente afectados pelos incêndios, como sejam ao nível da atracção de investimento qualificado, isenções fiscais ou a agilização de procedimentos de licenciamento e de reinstalação de unidades produtivas.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Previsões agrícolas do INE: Área de batata abaixo dos 20 mil hectares

Partilhar            As plantações tardias de batata de regadio foram dificultadas pela precipitação de Abril, sendo que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.