Início / Agricultura / Em época de Páscoa borrego está mais caro 31% que no ano passado

Em época de Páscoa borrego está mais caro 31% que no ano passado

A Páscoa deixa as mesas dos portugueses recheadas de borrego e cabrito. Mas este ano os preços são muito mais altos que no ano passado. A inflação promete estar para ficar nos próximos meses.

Segundo os dados do SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas, na sua análise relativa à semana de 4 a 10 de Abril, a cotação média do borrego de < 12 kg foi de 4,67 euros por quilo, um aumento de 1,8% face à semana anterior, mas uma subida acentuada de 30,7% relativamente à semana homóloga de 2021. Os preços referem-se ao peso dos animais vivos.

Já a cotação média do borrego de 22-28 kg situou-se nos  3,4 euros por quilo, mantendo o preço face à semana anterior mas subindo 8,8% relativamente a igual período de 2021. A mesma cotação média teve o borrego de > 28 kg e um aumento de 21,4 euros por quilo face a 10 de Abril do ano passado.

Segundo o SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas, na semana em análise, na Beira Interior a oferta de borrego foi média na área de mercado da Cova da Beira e relativamente abundante em Castelo Branco e na Guarda. A procura para engorda e posterior exportação aumentou nas últimas semanas em Castelo Branco.

Na Beira Litoral a oferta de borrego foi muito fraca na área de mercado de Coimbra e fraca em Viseu. Em Coimbra a procura de animais para engorda e posterior exportação foi animada. E a oferta de ovelhas foi muito fraca, pois decorre o período de retenção para prémio.

E no Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta de borrego foi média e a procura relativamente fraca, tendo-se mesmo verificado uma descida de cotações dos borregos de <12 (-1,0 EUR / kg) e de 13-21 kg (-50 cêntimos / kg), como forma de garantir o escoamento dos animais, face à entrada de produto do mercado externo a preços inferiores.

Cabrito mais caro 31% na Beira Litoral

Quanto às cotações médias do cabrito com menos de 10 kg, nas mesma semana em análise, o preço situou-se nos 5 euros por quilo na Beira Interior, mais 3,4% que na semana anterior e mais 9,2% que em igual período de 2021.

Em Trás-os-Montes a cotações chegou aos 6 euros por quilo, não registando qualquer variação semanal, mas subindo 20% face a Abril do ano passado.

Foi na Beira Litoral que se registou a maior subida anual: 31,3%, situando-se nos 5,25 euros por quilo, uma subida de 10,5% face à cotação média da semana anterior.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Ordem dos Médicos Veterinários defende criação do assistente social para combater abandono de animais

Partilhar              A Ordem dos Médicos Veterinários (OMV) assinala o Dia Internacional do Animal Abandonado que se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.