Início / Empresas / EGF alerta para novos cuidados na deposição dos resíduos para prevenção do Covid-19

EGF alerta para novos cuidados na deposição dos resíduos para prevenção do Covid-19

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A EGF, líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, durante o combate à pandemia do Covid-19, solicita à população que todos cumpram novas regras no manuseamento do lixo doméstico.

Em comunicado, a empresa refere que “se tiver, na sua família pessoas infectadas (ou com essa suspeita) lembre-se que os seus resíduos também podem estar infectados. Nesse caso deverá:

  • Colocar os resíduos em sacos de lixo resistentes e descartáveis, com enchimento até 2/3 (dois terços) da sua capacidade – não encher totalmente os sacos;
  • Os sacos devidamente fechados devem ser colocados dentro de um segundo saco, devidamente fechado, e este deve ser depositado no contentor de lixo comum (resíduos indiferenciados).
  • Os sacos devem ser sempre colocados dentro do contentor – não deixe o saco no chão. Se estiver cheio, coloque no contentor mais próximo ou utilize quando estiver disponível.

Para além disso, acrescenta a EGF, as máscaras, luvas e lenços devem ser sempre colocados no contentor do lixo comum.

Recolha selectiva de resíduos

“Os trabalhadores do sector da recolha e tratamento de resíduos continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha selectiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e a Valorsul poderão ter de fazer”, realça o mesmo comunicado.

A EGF é uma empresa europeia de referência no sector ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo Mota-Engil/Urbaser, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma “ambientalmente mais correcta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente”.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos, servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

IPMA actualiza mapa de interdição de apanha de bivalves. Atenção às toxinas

Partilhar            O IPMA — Instituto Português do Mar e da Atmosfera  acaba de actualizar o mapa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.