Início / Agricultura / EDIA junta-se ao projecto “km.0” para divulgação junto dos seus clientes

EDIA junta-se ao projecto “km.0” para divulgação junto dos seus clientes

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A EDIA — Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva acaba de se juntar ao projecto “Km.0” – Quilómetro Zero. Uma iniciativa promovida pela Universidade de Évora que juntou um conjunto de parceiros para a dinamização da produção local de produtos agro-alimentares, estimulando o seu consumo em estabelecimentos de restauração, lojas e venda de produtos alimentares, assegurando que as actividades de transformação e venda ao consumidor final são realizadas num raio de 50 km do seu local de origem.

Um conceito nascido em Itália e transposto, neste caso, para zonas servidas pelo regadio de Alqueva.

Promover a economia local

Para além de promover a economia local e estimular a produção familiar, este projecto contribui para a diminuição da pegada ecológica alimentar e contribui para a preservação das variedades locais e regionais associada aos sistemas agrícolas.

“As áreas servidas pelo regadio de Alqueva têm na sua composição um número razoável de parcelas de pequena dimensão, constituindo este projecto um estímulo à sua rentabilização, indo por isso ao encontro daquele que é também um objectivo da EDIA, fomentando a agricultura na pequena propriedade”, diz um comunicado da Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva.

É nesse contexto que a EDIA se associa a este projecto promovendo a sua divulgação junto dos seus clientes, neste caso no perímetro de rega de Monte Novo, numa acção que terá lugar no próximo dia 25 de Setembro, pelas 10 horas, na Casa do Povo de São Manços.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Docapesca investe 180 mil euros para reabilitar Lota da Nazaré

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas adjudicou a empreitada de reabilitação da Lota da Nazaré …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.