Início / Agricultura / EDIA: abóbora tem potencial para ser produzida com sucesso na região de Alqueva

EDIA: abóbora tem potencial para ser produzida com sucesso na região de Alqueva

“A abóbora tem potencial para ser produzida com sucesso na região [de Alqueva], prova disto, é o facto de nos últimos anos, se plantarem por ano cerca de 100 hectares”, pode ler-se no Anuário Agrícola de Alqueva de 2022, elaborado pela EDIA — Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva.

E adianta o documento que os responsáveis pela introdução desta cultura na região foram “agricultores/investidores da região do Ribatejo e Oeste que sentiram necessidade de aumentar as suas áreas de produção e encontraram na nossa região as condições adequadas para o fazer”.

“Em 2020 existiu uma queda abrupta da área ocupada por abóbora, devido ao facto de o principal responsável pelo plantio desta cultura em Alqueva, ter reduzido a sua área. Em 2021 existiu novamente um aumento de área ocupada para cerca de 60 ha, ainda longe das ocupações de anos anteriores, que rondavam os 150 hectares”, acrescenta o Anuário.

E adiantam os técnicos da EDIA que, na presente campanha a área ocupada por abóbora, não foi além dos cerca de 34 ha. “Possivelmente esta cultura, como outras hortícolas, está a sofrer a consequência da falta de áreas disponíveis para a realização de culturas anuais. As culturas permanentes, principalmente o olival e amendoal acabam por ocupar a maior parte das áreas disponíveis”.

Em 2022 foram inscritos 34 ha de abóbora nos perímetros de rega de Alqueva. A principal variedade plantada é a Butternut. Sendo uma cultura hortícola a sua exploração é anual, ocupando parcelas de pequena a média dimensão. O sistema de rega mais utilizado é o de gota-a-gota, com fita de rega.

Pode consultar o Anuário Agrícola de Alqueva de 2022 aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Ministérios da Agricultura e do Ambiente preparam cronograma de investimentos na rede hídrica

Partilhar              O ministro da Agricultura e Pescas, José Manuel Fernandes, disse que o seu Ministério e …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.