Início / Agenda / DRAP Algarve apresenta Catálogo de Clones seleccionados 2018 para vitivinicultura

DRAP Algarve apresenta Catálogo de Clones seleccionados 2018 para vitivinicultura

A Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve) organiza a sessão “Aspectos técnicos sobre vitivinicultura”, no dia 23 de Novembro, a partir das 10 horas, no seu auditório, em Faro. No evento será apresentado, pelos professores Antero Martins e Elsa Gonçalves (ISA e Porvid), o Catálogo de Clones Seleccionados 2018.

Diz aquela Direcção que se trata de uma “sessão importante para o sector e para os vitivinicultores em especial.

Nesta sessão serão abordados dois temas relevantes relativos à vitivinicultura:

  • 1) Catálogo de clones de videira – Prof. Antero Martins e Profª Elsa Gonçalves – ISA (Instituto Superior de Agronomia), Porvid — Associação Portuguesa para a Diversidade da Videira;
  • 2) Levantamento e caracterização da uva de mesa existente no Algarve – Engº José Fernando Prazeres.

O catalogo de “Clones Seleccionados 2018” encontra-se disponível online aqui.

Esta sessão técnica tem entrada livre e não é necessária prévia inscrição.

O Catálogo de Clones

Explicam os autores do Catálogo de Clones Seleccionados 2018 que este tem como primeiro objectivo disponibilizar aos viveiristas, aos viticultores e aos enólogos e a todas as entidades da cadeia de valor do sector vitivinícola informação objectiva sobre o valor cultural e tecnológico dos clones PORVID, de modo a habilitá-los a fazerem escolhas fundamentadas dos mais adequados para plantar nas novas vinhas.

Em concreto, o Catálogo apresenta os valores de importantes características de cada clone, expressos em diferenças de origem genética (ganhos genéticos) relativamente às correspondentes médias da casta antes da selecção.

Selecção genética desde 1978

Os trabalhos sistemáticos de selecção genética e sanitária das castas tiveram início em Portugal em 1978, primeiro realizados a nível nacional por universidades e organismos de investigação, Direcções Regionais de Agricultura, empresas e associações, actuando em rede: a chamada “Rede Nacional de Selecção da Videira”.

Decorridos 31 anos de desenvolvimento metodológico e de produção de substanciais resultados, os trabalhos passaram a contar com o envolvimento mais directo da indústria da vinha e do vinho, por via da criação (em 2009) da Associação Portuguesa para a Diversidade da Videira (PORVID), entidade de direito privado sem fins lucrativos, hoje com 23 associados públicos e privados de todo o País.

Uma nova estrutura complementar dedicada à conservação – Pólo Experimental de Conservação da Diversidade da Videira (Pegões) – foi entretanto cedida pelo Estado àquela entidade mediante protocolo regulador.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Agricultores vão começar a receber os 10 cêntimos por litro de gasóleo agrícola gasto em 2021

Partilhar              A decisão já está publicada em Diário da República. Os agricultores vão receber  10 cêntimos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.