Início / Agricultura / Doenças na capoeira: conheça 5 das mais comuns e saiba como tratar

Doenças na capoeira: conheça 5 das mais comuns e saiba como tratar

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Olá! Espero que se encontrem bem e em saúde! A vosso pedido, hoje venho falar-vos sobre algumas das doenças na capoeira mais comuns e que muito preocupam os avicultores amadores que gostam de ter as suas aves bonitas e saudáveis.

Como alguns de vocês já devem saber, estes tipo de doenças na capoeira apesar de em muitos dos casos ter cura e grande parte destas sobreviva, o que é certo é poucas são as que recuperam o seu desempenho e performance reprodutiva. Na maioria dos casos, as doenças na capoeira funcionam como uma espécie de “selecção natural” em que as aves mais débeis acabam por ser suprimidas e as mais fortes a sobreviver.

Para diagnosticar as doenças na capoeira é necessário já alguma experiência e sabedoria já que, os sintomas da maior parte destas são baste imprecisos e comuns a grande parte das doenças avícolas.

Tal como no ser humano, as lesões da “autópsia” podem ajudar a determinar a sua causa, apesar de já nada se poder fazer para impedir esta “desgraça”. No entanto, pode ser extramente eficaz para garantir que a morte da ave é caso única e não provocar uma epidemia no galinheiro. Neste artigo, abordo 5 doenças comuns no galinheiro, principais características, sintomas, diagnóstico e possível tratamento.

doenças na capoeira

1- Canibalismo

O canibalismo também conhecido como a tendência para os pintos se picarem provocando feridas, é causado pelo facto de estas aves se “entusiasmarem” com a cor vermelha das feridas que aparecem devido a esta acção. O canibalismo pode ocorrer em pintos bem como em galinhas onde a cloaca que se sobressaí depois da postura do ovos. Nestes casos, deve retirar a(s) galinha(s) que apresentarem esta coloração avermelhada de forma a evitar em caso extremo a sua morte.

O canibalismo pode ser provocado (1)pela excessiva densidade de aves na capoeira, (2)pelo facto de serem atacadas por parasitas como piolhos (picam para os matar) ou devido a (3) necessidades alimentares/gosto pelo sangue de forma a que sejam satisfeitas necessidades de nutrientes, proteínas, fibras, etc.

Para prevenir este problema do canibalismo no seu galinheiro deve garantir que este fique sobrelotado de aves, que as temperaturas não sejam demasiado altas na capoeira, evitar o aparecimento de parasitas nas aves e fornecer-lhes uma alimentação equilibrada e variada.

Outras medidas para evitar o canibalismo na sua capoeira

Forneça uma alimentação rica em fibra tais como verduras, aveia de casca grossa, farinha de luzerna, etc). No caso de as suas aves apresentarem fibras, cure-as com uma mistura de tintura de iodo e óleo acibar. Esta mistura caracteriza-se por ser bastante amarga fazendo com que as aves acabem por perder o interesse em picar. Existe também um produto à venda em lojas da especialidade de previne a picagem e consequente canibalismo, denominado Antipic (este artigo não é patrocinado).

2-Pevide

Esta doença caracteriza-se por uma infecção bucal que causa moléstia nas galinhas.

As galinhas com esta doença apresenta a mucosa da boca com bastante secura, língua inflamada e com perda de cor.

Devido a estes sintomas, as aves afectadas acabam por apresentar dificuldade respiratória que é facilmente identificável por estarem constantemente a “abrirem o bico”. Infelizmente, se a pevide não for tratada a tempo a ave perde o apetite e acaba por morrer.

Normalmente, este tipo de doenças acaba por se contrair em aves que são criadas em liberdade ou semi-liberdade no campo, acabando por não se controlar o que estas acabam por ingerir.

Para tratar esta doença pode pincelar uma solução à base de glicerina e iodo ( 25 partes para 1 parte, respectivamente) nas paredes da boca das aves.

doenças na capoeira

3-Raquitismo

Esta doença manifesta-se especialmente nos pintos devido principalmente a carências nutricionais de fósforo e cálcio, e, por falta de vitamina D.

Um dos principais sintomas do raquitismo é a falta de apetite e a pele com secura. Por outro lado, as aves com raquitismo apresentam um atraso no seu desenvolvimento, bico mais mole, pintos acabam como coxear, articulações engrossam, etc. O raquitismo verifica-se essencialmente em pintos criados em bateria, de forma reclusa.

Se observar algum dos sintomas acima descritos nas suas aves, deve começar por reformular as rações caso estas não apresentem a quantidade de fósforo e cálcio necessário, bem como vitamina D suficiente. Dê uma vista de olhos às rações que fornece às suas aves bem com aos suplementos vitamínicos e, caso necessário melhore este aspecto de forma a ir de encontro ao que as suas aves necessitam.

4-Piolho

Esta doença é causada por um parasita externo (piolhos) que pode ser de vários tipos. Um dos mais prejudiciais para as aves da sua capoeira é o piolho de cabeça, apesar de o piolho grande comum ser aquele que marca uma presença mais assídua no seu galinheiro.

O piolho é uma das doenças na capoeira mais frequentes, que acaba por fazer a postura de ovos sobre a ave, eclodindo ao fim de poucos dias. Existem outros parasitas externos que acabam por causar doenças na capoeira tais como o percevejo, as pulgas ou as caraças.

Normalmente, as aves que têm piolhos apresentam-se bastante inquietas e acabam por não se desenvolverem correctamente. As aves que são atacadas por piolhos acabam por ficar menos resistentes a outras doenças, adoecendo mais facilmente.

É preciso ter muito cuidado pois, este tipo de parasitas podem ser transmitidos ao ser humano, o que resulta num problema acrescido.

Como medida de profilaxia, mantenha o seu galinheiro sempre limpo e desinfecte-o com alguma regularidade.

Como tratamento, a medida mais comum é pintar os poleiros com uma solução à base de sulfato de nicotina. Este tratamento é extremamente eficiente e muito provavelmente no dia seguinte, os poleiros apresentar-se-ão pretos, resultado da acumulação de piolhos mortos.

Existem outros tratamentos mais baratos como por exemplo a aplicação de fluoreto de sódio debaixo das asas das aves e também no lombo, pescoço e cabeça.

doenças na capoeira

5- Sarna das patas

Esta doença é produzida por um ácaro denominado Gnemidocoples Mutans e é conhecida também por doença escamosa ou sarna calcárea.

É uma doença que surge desde há muito anos atrás e que provoca lesões e deformações em várias partes do corpo das aves tais como pernas e pés. Esta doença transmite-se através do contacto das aves umas com as outras.

Os principais sintomas desta doença é a irritação das aves traduzido pela escamação das patas e em casos mais extremos à formação de uma liquido branco neste local.

Para tratar a sarna, lave as patas das aves infectadas com água quente e sabão, podendo acrescentar cerca de 15g de enxofre por cada litro de água desta solução.

Posteriormente, arranque as escamas cuidadosamente de forma a que estas não sangrem. Feito este procedimento, unte as partes doentes com vaselina pura.

Para evitar a propagação destes ácaros, pinte os poleiros com sulfato de nicotina ou outro desinfectante que cumpra a mesma função.

doenças na capoeira

Referências bibliográficas: Manual de Avicultura, de José Maria Lasheras Esteban, disponível em: https://www.fnac.pt/MANUAL-DE-AVICULTURA-ESTEBAN-JOSE-MARIA-LASHERAS/a123827

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Life Resilience. Projecto europeu de combate à Xylella fastidiosa promove conferência “Agricultura sustentável: uso eficiente da água no olival”

Partilhar              O projecto Life Resilience, co-financiado pelo programa Life da União Europeia, cujo objectivo principal é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.