Início / Featured / Docapesca tem nova administração. Sérgio Faias assume a presidência

Docapesca tem nova administração. Sérgio Faias assume a presidência

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sérgio Faias é o novo presidente do conselho de administração da Docapesca – Portos e Lotas, órgão que já integrava como vogal desde 2016. Carlos Figueiredo mantém-se como vogal e Isabel Ferreira entra na administração também como vogal do conselho de administração.

Estas alterações são resultado da saída da anterior presidente, Teresa Coelho, que tomou posse recentemente como secretária de Estado das Pescas.

Sérgio Faias

Sérgio Faias é Doutorado (2011) em Engenharia Electrotécnica e de Computadores, e Mestre (2006) em Engenharia Mecânica, pelo Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa. Desde 2001. É professor no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL), tendo integrado vários centros de investigação e desenvolvimento, mais recentemente o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Investigação e Desenvolvimento (INESC-ID).

Entre 2015 e 2016 assumiu funções como coordenador da Task Force de Qualidade de Serviço do Conselho Europeu de Reguladores de Energia (CEER). Entre 2012 e 2016 integrou a Direcção de Infra-estruturas e Redes (DIR) da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), onde desempenhou funções de especialista, coordenou a equipa de Qualidade de Serviço Técnica e, ainda neste tema, foi representante da ERSE no CEER.

É autor e co-autor de diversos artigos científicos em publicações internacionais. Os seus tópicos de investigação relacionam-se com a análise energética e ambiental de sistemas de energia, tendo mais recentemente dedicado a sua actividade ao tema da regulação do sector energético, com especial incidência na análise de investimentos e na qualidade de serviço técnica.

Carlos Figueiredo

Carlos Figueiredo, licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia (ISE), da Universidade Técnica de Lisboa e é docente convidado do ISCTE deste 1976, tendo leccionado diversas disciplinas da área do Departamento de Economia.

Exerceu outras funções de direcção em diversas instituições públicas e privadas, designadamente no Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade (2008-2012) onde exerceu as funções de vice-presidente, no Instituto de financiamento da Agricultura e Pescas (1998-2002), onde desempenhou as funções de presidente do conselho de administração e no Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), agência financeira especializada da ONU, onde desempenhou as funções de representante de Portugal no Conselho de Governadores (1998-2008).

Isabel Feijão Ferreira

Por sua vez, Isabel Feijão Ferreira, licenciada em Direito pela Universidade de Coimbra e pós-graduada em Direito e Prática de Contratação Pública pela Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, onde também concluiu o programa avançado de gestão para o turismo – PAGETUR.

Nos últimos 10 anos exerceu funções no Turismo de Portugal, IP onde desde 2012 foi Chefe de Equipas Multidisciplinares com competências no âmbito de política pública de Clusterização, tendo sido também directora do Cluster de Turismo. Foi representante de Portugal para a área do Turismo, na iniciativa Panormed do Interreg MED.

Integrou as equipas técnicas para a elaboração do Plano de Acção para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal, Turismo 2020, e da Estratégia para o Turismo 2027.

No ano 2020 desempenhou funções de Chefe de Equipas Multidisciplinares para Apoio ao Empresário e Cliente.

Foi Administradora da Frente Tejo, coordenadora do Gabinete Jurídico do Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade e chefe da Divisão de Programação Financeira da Direcção-Geral do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano, tendo também sido chefe de divisão no Departamento Jurídico do Município de Lisboa.

Integra agora o Conselho de Administração da Docapesca, transitando do Turismo de Portugal.

A Docapesca – Portos e Lotas é uma empresa do Sector Empresarial do Estado tutelada pelo Ministério do Mar, que tem a seu cargo, no continente, o serviço da primeira venda de pescado e o apoio ao sector da pesca e respectivos portos, dispondo de 22 lotas e 37 postos.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Cotações – Azeite – Informação Semanal – 31 Maio a 6 Junho 2021

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas O Instituto Nacional de Estatística (INE) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.