Início / Featured / Docapesca retoma actividade do Posto Móvel de Registo no Vouga para valorização do sável e lampreia

Docapesca retoma actividade do Posto Móvel de Registo no Vouga para valorização do sável e lampreia

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O veículo Posto Móvel de Registo, operado pela Docapesca – Portos e Lotas, retomou a sua actividade na bacia do Rio Vouga. Este é um programa piloto de diferenciação e valorização de pescado fresco proveniente de pescarias sustentáveis, no âmbito do projecto Life Águeda. O objectivo é valorizar as espécies anádromas com valor comercial, como o sável e lampreia.

Nas funções deste Posto Móvel de Registo destaca-se a colocação do selo de origem “Peixe do Vouga”, em associação ao CCL – Comprovativo de Compra em Lota, permitindo diferenciar o pescado capturado pelos pescadores aderentes.

Este posto vai ainda fazer o registo do número de indivíduos capturados e respectivo peso, na área de intervenção directa do projecto, onde não existam infra-estruturas físicas da Docapesca.

Life Águeda

O projecto Life Águeda desenvolve-se junto das comunidades piscatórias e tem como principal objectivo a valorização das espécies anádromas com valor comercial, como o sável e lampreia-marinha das bacias do Vouga e do Mondego.

O objectivo central do projecto é a eliminação ou mitigação substancial de pressões hidromorfológicas previamente identificadas na área e troços de rio a intervencionar, de forma a assegurar a melhoria do seu estado ecológico (tal como definido pela Directiva Quadro da Água).

Para atingir esse objectivo, o Life Águeda propõe-se desenvolver e aplicar um conjunto de soluções demonstrativas que têm por objectivo (re)naturalizar a morfologia fluvial e assegurar o restauro ecológico dos habitats aquáticos e terrestres associados.

Complementarmente, o projecto visa desenvolver, ensaiar e avaliar um conjunto de soluções inovadoras que têm por alvo a translocação de juvenis de enguia-europeia, medidas custo-eficazes de apoio à monitorização exigida pela DQA e a diferenciação/valorização económica, pelo consumidor, do pescado que resulte de práticas de pesca sustentável.

Parceiros

O projecto Life Águeda — Acções de conservação e gestão para peixes migradores na bacia hidrográfica do Vouga, integra como beneficiários um conjunto de entidades parceiras que, sob a coordenação da Universidade de Évora e apoio técnico-científico do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, apresentam competências específicas em domínios complementares que, globalmente, contribuirão para melhor atingir os resultados propostos.

São ainda são beneficiários associados do projecto os municípios de Águeda e de Mora, a Docapesca e a Aqualogus – Engenharia e Ambiente.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Já conhece o Portal Único da Agricultura? Centralizados todos os organismos de apoio ao agricultor

Partilhar              O Portal Único da Agricultura era uma promessa da ministra Maria do Céu Antunes, com a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.