Início / Empresas / Diferentes sectores da economia portuguesa estão a destacar-se

Diferentes sectores da economia portuguesa estão a destacar-se

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nos últimos anos diversos sectores da economia portuguesa estão a destacar-se. Da construção e jogos de casino online até energias renováveis e automóveis, aqui falaremos sobre os maiores destaques de todo o Portugal.

Sectores de construção e de casino online estão a crescer de forma que impressionante

Um dos principais sectores da economia do País que conseguiu crescer em 2020 foi o da construção, que conseguiu manter a trajetória de crescimento que havia sido retomada em 2016.

O valor acrescentado bruto (VAB) do sector conseguiu uma variação homóloga positiva de 6,9% nos dois primeiros trimestres de 2020, enquanto o investimento chegou até mesmo a quebrar recordes como não se via há muito.

Apenas entre Abril e Junho, o investimento superou os 4.744 milhões de euros, o que representa não apenas um crescimento de 300 milhões em relação ao mesmo período de 2019, como também o valor mais alto desde o início da década.

Outro sector que está a se destacar de forma ímpar é o dos casinos online, que nos últimos anos está a apresentar variações cada vez mais positivas. A recente popularidade desse sector está directamente conectada a todos os diversos tipos de jogos de casino online, que apresentam modalidades tão diferentes quanto o blackjack e as slots tendo conquistado números de público expressivos.

De acordo com dados da iGaming Business e do Serviço de Regulação e Inspecção de Jogos (SRIJ), em 2020 os diversos jogos estão a bater recordes, com um aumento expressivo de 44,2% a ser registado apenas no primeiro semestre.

Os diferentes operadores conseguiram facturar expressivos 138,9 milhões de euros, o que representa um aumento de receita de 74,1% (83,7 milhões) em comparação com o mesmo período em 2019. Refira-se também que no primeiro trimestre, mais de 18% dos jogadores nunca tinham jogado antes, o que indica que ainda há muito potencial de crescimento para o sector nos próximos anos.

Sectores de energias renováveis e serviços partilhados contam com alto potencial

Agora, quando se vem a falar sobre destaque em relação a potencial de desenvolvimento, poucos sectores portugueses demonstram perspectivas tão positivas quanto o de energias renováveis, que em 2017 já representavam 42% do consumo de Portugal.

O compromisso de Portugal e dos portugueses de maneira geral com as energias limpas está a impulsionar os investimentos nesse tipo de tecnologia e a cada vez mais desenvolver uma indústria inovadora. De acordo com o Schroders Global Investor Study 2020, mais de 40% dos portugueses já investe em fundos de investimento sustentável.

Segundo o estudo, mais de 44% da população de Portugal passou a investir nesse segmento e chama a atenção para que o “impacto ambiental” está totalmente alinhado com a possibilidade de retornos superiores, o que indica que hoje o desenvolvimento sustentável já é realidade para mais de um terço dos investidores portugueses.

Além disso, a Universidade Nova de Lisboa e a Universidade do Minho estão a trabalhar em conjunto com algumas das melhores empresas da indústria de cerâmica para desenvolver e expandir cada vez mais projectos de telhas fotovoltaicas.

Ao contrário dos tradicionais painéis solares, que ainda têm um custo relativamente caro e precisam ser instalados em cima dos telhados e de outras estruturas, essas telas possibilitam a produção de electricidade utilizando simples telhas e representam uma importante inovação energética.

Para completar, outro sector que conta com alto potencial em Portugal é o de serviços partilhados. Actualmente, já são mais de 450 empresas a trabalhar nesse segmento, o que está a gerar um volume de negócios de mais de 1,3 mil milhões de euros.

Por todo o País é possível encontrar instalações de empresas como Europcar, IBM, Cisco Systems e muitas outras que estão a prestar serviços de alto nível para os diversos cantos do planeta. Por exemplo, segundo dados do jornal Eco, apenas a Teleperformance Portugal conta com mais de 10.500 pessoas, que estão distribuídas entre 85 nacionalidades e se comunicam em 27 línguas diferentes.

Além dessas, diversas outras empresas tecnológicas também estão a desenvolver-se e contam com milhares de funcionários de diversas origens nas suas instalações – o que, aliado às tendências de digitalização, indica que o sector deverá crescer ainda mais no futuro.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Empresa da Bósnia-Herzegovina procura peças prensadas de revestimento descascado de faia para a produção de cadeiras

Partilhar            Uma empresa da Bósnia-Herzegovina, que produz peças prensadas de revestimento descascado de faia para a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.