Início / Agricultura / DGAV autoriza novos fitossanitários contra ácaros na cultura da bananeira

DGAV autoriza novos fitossanitários contra ácaros na cultura da bananeira

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária acaba de aprovar um novo produto fitossanitário para o controle dos ácaros (conhecido por cinzeiro) na cultura da bananeira.

Assim, para debelar esta praga, foi autorizado a utilização do Envidor estando a Secretaria Regional de Agricultura e Pescas da Madeira a aguardar pelo Ministério de Agricultura de mais dois produtos fitofarmacêuticos para controle de ácaros e de tripes.

“Pragas que se não forem controladas podem resultar em perdas para os agricultores”, refere fonte do Executivo madeirense.

Para o secretário Regional de Agricultura e Pescas da Madeira, Humberto Vasconcelos a autorização de novos produtos é uma solução que vai de encontro à necessidade dos produtores.

Encontrar uma solução para a praga

“Sabemos da importância que a cultura da bananeira tem para os agricultores e para a Região. Mal foi identificado esta situação a Direcção Regional desenvolveu esforços para encontrar uma solução de modo a que os produtores consigam preservar os seus rendimentos”, salienta o governante.

Este esforço da Secretaria Regional de Agricultura e Pesca em encontrar novos produtos surge após a retirada do Rufast Advance que foi proibido para utilização.

A banana é uma das culturas mais importante da Região da Madeira com grandes impactos económicos. Em 2017 foram processadas cerca de 22 mil toneladas de banana.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Alérgico ao pólen? Consulte a plataforma Pólen Alert criada pela Universidade de Évora e saiba onde há maior concentração

Partilhar            Investigadores do Grupo de Ciências da Atmosfera, Água e Clima do Instituto de Ciências da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.