Início / Agenda / Dare2Change debate ciência e à inovação no agroalimentar no Porto a 21 de Março

Dare2Change debate ciência e à inovação no agroalimentar no Porto a 21 de Março

A 2ª edição da Conferência Dare2Change realiza-se no próximo dia 21 de Março, terça-feira, no Centro de Congressos do Super Bock Arena, no Porto, voltando a dar palco à ciência e à inovação que está a transformar o sector agroalimentar. Um evento co-organizado pela PortugalFoods — associação reconhecida como cluster do sector agroalimentar português — pelo Colab4Food — Laboratório Colaborativo para a Inovação da Indústria Agroalimentar e pelo INIAV — Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária.

A Conferência volta a receber especialistas nacionais e internacionais, que vão dar a conhecer o que de novo e de melhor a indústria agroalimentar está a fazer para criar os alimentos e os sistemas alimentares do futuro. O secretário de Estado da Internacionalização, Bernardo Ivo Cruz, fará o encerramento da conferência.

No evento será ainda apresentado o Pacto de Inovação VIIAFood, que tem como objectivo promover a transformação estrutural do sector, através de uma Agenda Mobilizadora do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR).

Depois do sucesso da primeira edição da conferência Dare2Change, que reuniu no final de 2021 cerca de 350 investigadores e empresários nacionais e internacionais para reflectirem sobre os desafios da indústria agroalimentar, o evento volta em 2023 ao Porto para mostrar como o sector, a nível mundial, está a inovar e a aplicar os mais recentes avanços científicos e tecnológicos para dar resposta àqueles que são os temas fundamentais para garantir os alimentos do futuro – incluindo a sustentabilidade, a disrupção alimentar e tecnológica ou a eficiência de processos.

O mote está lançado: com “atrevimento”, conhecimento e inovação é possível construir hoje o amanhã, refere uma nota de agenda da organização da Conferência.

Empresas participantes

Pelo palco do Centro de Congressos do Super Bock Arena vão passar exemplos internacionais de empresas que estão a trabalhar para mudar o paradigma da alimentação, como a Alora, startup tecnológica dedicada à “agricultura oceânica” que trabalha a partir de São Francisco, Estados Unidos, para produzir espécies de arroz tolerantes ao sal – com vista à produção sustentável deste cereal em larga escala em ambiente marinho. A empresa, liderada pelo CEO Luke Young, que fará a intervenção nesta conferência, prepara-se para lançar, em modo projecto-piloto, a primeira “quinta oceânica” em Singapura ainda este ano.

As empresas nacionais também vão brilhar neste certame, que mostrará o “estado de arte” da indústria agroalimentar “made in Portugal”: entre outros exemplos, a Sumol+Compal dará a conhecer os resultados da sua Fábrica 5G, num projecto em parceria com o grupo de telecomunicações NOS que é uma referência internacional em termos de disrupção tecnológica e de eficiência nos processos produtivos. Em destaque estará também a startup Essence Food, fundada por um empreendedor português, que está a inovar na impressão 3D de alimentos com o objectivo de valorizar o desperdício alimentar.

Sistema científico e tecnológico

O sistema científico e tecnológico nacional estará representado por um conjunto de oradores que irá abordar temas a inovação e a sustentabilidade na embalagem (Bruno Silva, director da Área de Economia Circular e Ambiente no PIEP, Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros da Universidade do Minho) ou as novas tendências de consumo e o impacto da sustentabilidade no retalho e marcas próprias (Rita Coelho do Vale, vice-reitora para os programas de pós-gradução e directora da Behavioral Insights Unit da Católica Lisbon School of Business & Economics).

O programa inclui também a intervenção do economista José Manuel Félix Ribeiro, consultor da Fundação Calouste Gulbenkian, que dará uma palestra dedicada ao tema “O novo mundo da energia e dos alimentos”, aplicando a sua visão de desenvolvimento económico e sustentável ao sector agroalimentar.

A sessão inaugural, a partir das 9 horas, estará a cargo do investigador Daniel Ramón Vidal, que tem dedicado a sua investigação ao microbiota humano e à função dos microrganismos unicelulares que habitam no nosso organismo na alimentação, e que fará uma palestra sobre o papel da ciência e da tecnologia no futuro da indústria agroalimentar.

Apresentação da VIIAFood

Um momento de destaque será, também, a apresentação à sociedade do Pacto de Inovação VIIAFood – Plataforma de Valorização, Industrialização e Inovação Comercial para o Agroalimentar, que visa promover a transformação estrutural do sector, com investimentos em Inovação Produtiva e Projectos de IDT, de 49 entidades consorciadas, através de uma Agenda Mobilizadora do PRR.

O evento contará ainda, no encerramento, com a intervenção do secretário de Estado da Internacionalização, Bernardo Ivo Cruz, que dará a sua visão sobre a importância da inovação e do conhecimento para a internacionalização da indústria portuguesa.

A conferência Dare2Change, co-organizada pela PortugalFoods, pelo Colab4Food e pelo INIAV, pretende ser “um espaço de debate, de partilha de conhecimento e de actualização técnica, com elevado rigor científico”. Por isso, terá também um momento destinado a evidenciar a qualidade da investigação que está a ser feita pelo sistema científico e tecnológico português, ao distinguir os posters científicos submetidos a concurso.

Consulte aqui o programa completo da conferência Dare2Change e saiba mais sobre o evento no site, aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Marinha Portuguesa coordena resgate de 7 pessoas a bordo de veleiro na Ilha do Pico

Partilhar              A Marinha, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.