Início / Agricultura / Da origem do milho, há 6.000 anos, ao desafio actual do controlo das infestantes. Veja aqui o webinar da Syngenta

Da origem do milho, há 6.000 anos, ao desafio actual do controlo das infestantes. Veja aqui o webinar da Syngenta

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Syngenta realizou, dia 9 de Março, um webinar de apresentação dos seus novos herbicidas Camix e Callisto Plus, duas ferramentas que visam ajudar os produtores de milho a proteger a cultura da concorrência das infestantes, assegurando o melhor rendimento.

Um evento que reuniu cerca de 115 participantes, o qual pode ver no fim do artigo.

Neste encontro como curiosidade ficámos a saber que a origem do milho remonta há cerca de 6.000 anos, quando agricultores da América Central fizeram o primeiro processo de selecção artificial, criando o milho a partir do Teosinte, uma gramínea que pouco se assemelha à cultura actual. O Teosinte tinha apenas 5 a 6 cm de comprimento com 12 grãos duros vs. mais de 500 grãos macios do milho actual.

Este foi o mote para introduzir o tema das infestantes, que afectam o crescimento e a orientação das folhas de milho, competindo com a cultura por luz, espaço, água e nutrientes. As infestantes de folha larga são as mais competitivas, originando perdas superiores, explicou Gilberto Lopes, field expert da Syngenta.

Herbicidas Syngenta

Na sua apresentação centrou-se no portfólio de herbicidas Syngenta, com destaque para os novos Camix e Callisto Plus, duas ferramentas que visam ajudar os produtores de milho a proteger a cultura da concorrência das infestantes, assegurando o melhor rendimento.

Por sua vez, Tiago Silva Pinto, secretário-geral da Anpromis — Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal, deu nota de que a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, propôs à Comissão Europeia a introdução de ajudas ligadas à produção de cereais, pagas por área produzida, que podem vir a ser uma realidade na campanha de 2022. “É um sinal político muito relevante e consubstancia a vontade do Governo em apoiar os cereais”, afirmou.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Proença-a-Nova realiza acções de sensibilização sobre a floresta no concelho

Partilhar            A floresta que queremos é o mote para as acções de sensibilização que o Município …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.