Início / Agricultura / Cruz Vermelha cria fundo para apoio ao combate ao Covid-19. Presidente da CAP fez o 1.º donativo

Cruz Vermelha cria fundo para apoio ao combate ao Covid-19. Presidente da CAP fez o 1.º donativo

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Cruz Vermelha Portuguesa criou, no passado dia 20 de Março, o movimento #Eu Ajudo Quem Ajuda. Trata-se de um fundo, para o qual todos, a nível individual, institucional ou empresarial, poderão contribuir. Uma proposta do presidente da CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal, Eduardo Oliveira e Sousa, dando resposta ao repto de solidariedade lançado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Eduardo Oliveira e Sousa foi mesmo o primeiro contribuinte, a título pessoal, para este fundo, doando 10 mil euros.

A pensar em quem não pode ficar em casa, o movimento #Eu Ajudo Quem Ajuda destina-se ao financiamento de meios necessários ao desenvolvimento de iniciativas, projectos e operações no âmbito da Saúde e Apoio Humanitário no quadro da prevenção e controlo da Pandemia Covid-19.

“O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, Eduardo Oliveira e Sousa, foi o primeiro a associar-se a esta campanha, tendo, assim, iniciado a movimentação da conta bancária com o montante de 10.000 euros, doados a título pessoal. Um exemplo de filantropia num momento tão delicado como o que se vive actualmente em Portugal”, refere um comunicado da Cruz Vermelha Portuguesa.

Iniciativa do presidente da CAP

Esta iniciativa do presidente da CAP pretende “mobilizar recursos financeiros em prol de uma causa verdadeiramente nacional. O combate a esta pandemia não pode deixar ninguém indiferente. Muitas vezes, as pessoas querem fazer algo pelo seu semelhante e pelo País e não sabem como. Pois bem, criou-se aqui esta oportunidade”.

Segundo Eduardo Oliveira e Sousa, “a Cruz Vermelha Portuguesa, uma instituição séria e idónea, liderada por uma figura de inquestionável valor e mérito, o Dr. Francisco George, está neste momento ao serviço do Estado português no combate a este surto. Mais meios financeiros significam mais capacidade de combate a este flagelo, significam poder comprar mais material médico e cirúrgico, mais equipamento de suporte de vida, como ventiladores, e contratar mais pessoas. Todos somos poucos para vencer esta batalha. Mobilizemos recursos e a nossa solidariedade porque todos estamos em risco”.

Transparência: Acompanhamento do fundo

O acompanhamento do fundo estará a cargo de:

• Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, Francisco George

• Presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, Eduardo de Oliveira e Sousa

• Coordenador Nacional de Emergência, Gonçalo Orfão

• Vice-Presidente da Cruz Vermelha, Susana Marques

• Revisor Oficial de Contas do Fundo, Vitor Almeida

Donativos

A conta bancária principal do fundo tem o seguinte IBAN: PT50 0010 0000 3631 9110 0017

Por Multibanco:

  • Entidade 20999
  • Referência 999999999

Para mais informações, contactar: covid@cruzvermelha.org.pt.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Sabe quais os sectores de actividades compatíveis com a aquacultura na Ria Formosa?

Partilhar            A aquacultura continua em desenvolvimento em Portugal, com regras ambientais apertadas. Mas é uma actividade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.