Início / Economia / Crédito ao consumo continua a recuperar terreno na Europa

Crédito ao consumo continua a recuperar terreno na Europa

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os membros da Eurofinas – European Federation of Finance House Associations, concederam, no ano passado, 456 mil milhões de euros em novos créditos, o que representa um aumento de 10,7% comparando com 2015. A informação da Eurofinas, reflecte aumentos em todas as categorias de crédito, evidenciando crescimentos mais acentuados no financiamento automóvel, no crédito lar concedido através do ponto de venda e no crédito revolving (cartões de crédito e linhas de crédito).

O crédito ao consumo registou pela primeira vez em 2016, uma taxa de crescimento de 2 dígitos na ordem dos 10,8%, valor semelhante ao verificado nos anos anteriores à crise, demonstrando que o sector se encontra numa fase de sólida recuperação. O crédito pessoal corresponde a cerca de 25% do total do crédito concedido, apresentando um aumento de 11,3% face a 2015. No crédito revolving verificou-se um incremento de 10,1%, e o crédito concedido através do ponto de venda (maioritariamente na categoria lar) aumentou 7,9%.

Crédito a viaturas comerciais cresce 10,6%

O financiamento automóvel manteve um desempenho positivo em 2016, com o segmento das viaturas novas a crescer 11,1% e os carros usados 13,3%. O financiamento de viaturas comerciais aumentou 10,6%.

Os valores agregados mostram um desempenho positivo na maioria dos membros da Federação, que consolidam um crescimento na concessão de crédito na ordem dos 2 dígitos. Mercados de grandes dimensões como a Alemanha, Itália e o Reino Unido, continuam a mostrar níveis de crescimento sólidos, enquanto que a França apresentou um crescimento mais moderado. A Suécia e a Lituânia, por sua vez, apresentam taxas de crescimento negativas no crédito ao consumo.

Valentino Ghelli, presidente da Eurofinas, referiu que “O crédito ao consumo continua em forte e ampla recuperação em 2016, devido ao crescimento do consumo pessoal. Um facto que contribuiu para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em toda a Europa no ano passado”.

O crédito pessoal e o financiamento de veículos continuam em “níveis particularmente bons, enquanto o crescimento do crédito revolving se tornou mais robusto. Em 2017, espera-se uma ligeira moderação nos gastos dos consumidores devido ao aumento previsto da inflação, com a Comissão Europeia a prever um crescimento do PIB de 1,9% para a UE e de 1,7% para a área do euro”, frisa Valentino Ghelli.

Aquele responsável adianta que “a recuperação da indústria parece estar bem consolidada neste momento, no entanto, as instituições de crédito ao consumidor devem permanecer vigilantes este ano. Embora a queda do desemprego seja um bom sinal para o consumo pessoal no futuro, o declínio do poder de compra e vários riscos políticos podem ter um impacto no futuro”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Histórico posto de observação meteorológica da Torre do Sertório em Évora retoma a actividade

Partilhar            O histórico posto de observação meteorológica da Torre do Sertório em Évora retoma a sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.