Início / Agricultura / Crédito Agrícola reforça aposta na agro-indústria

Crédito Agrícola reforça aposta na agro-indústria

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Crédito Agrícola acaba de lançar uma campanha para o sector primário e agro-industrial com um conjunto de soluções para a gestão do dia-a-dia, financiamento a médio e longo prazo e várias opções de protecção para empresas, e os seus gestores e colaboradores. A campanha está disponível até 8 de Abril.

Entre as soluções de financiamento estão o crédito à tesouraria, para fazer face às necessidades do dia-a-dia; o crédito ao investimento, para potenciar o investimento no negócio; o apoio ao negócio internacional, quer pela via do crédito à produção para internacionalização, quer pelo financiamento à exportação. Estão ainda disponíveis diversas soluções de leasing (imobiliário, veículos, equipamentos).

No âmbito das medidas do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020), o Crédito Agrícola apresenta soluções de antecipação ou complemento ao investimento nas fases de projecto e candidatura. O banco disponibiliza ainda a linha de apoio aos jovens agricultores, a linha de apoio à Actividade Agrícola e a linha de apoio ao Investimento na Agricultura.

Entre as soluções de protecção estão os Seguros CA Tractores e Máquinas Agrícolas e a Solução CA Negócios, com um conjunto de produtos desenhados especificamente para as necessidades das empresas.

Durante o período da campanha os clientes beneficiam de condições preferenciais, descontos em comissões e taxas mais reduzidas.

“Ciente do potencial de desenvolvimento do sector primário, esta campanha, disponível até 8 de Abril nas agências do Crédito Agrícola, pretende reforçar o apoio ao sector primário e agro-industrial nacional”, diz a instituição em comunicado.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Ministra da Agricultura está “convicta”: acordo para a nova PAC será conseguido no Conselho de Ministros de 28 e 29 de Junho

Partilhar              “Acredito que, no quadro da negociação, vamos encontrar um ponto de equilíbrio entre os dois …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.