Início / Agricultura / Cotações – Suínos– Informação Semanal – 18 a 24 Setembro 2017

Cotações – Suínos– Informação Semanal – 18 a 24 Setembro 2017

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais do porco classe E e do porco classe S voltaram a baixar em relação à semana anterior (-7 cêntimos / Kg, em ambos os casos), pela 4ª semana consecutiva. Também os leitões sofreram uma redução, -3 cêntimos / Kg no caso dos animais de <12 Kg e -20 cêntimos / Kg para os de 19-25 Kg.

No Entre Douro e Minho a oferta e a procura de suínos para abate foram médias. A concorrência do produto importado continuou forte, principalmente com origem em Espanha. Diminuição de cotações do porco classe E e classe S (-7 cêntimos / Kg).

Na Beira Litoral a oferta e a procura de suínos para abate foram médias, tendo a oferta aumentado nas duas últimas semanas. Mantém-se a entrada de produto oriundo do mercado externo, nomeadamente de Espanha. A oferta de leitão é suficiente para satisfazer a fraca procura. No que se refere às cotações, verificou-se quebra nos porcos classe E e classe S (-9 cêntimos / Kg) e estabilidade nos leitões de <12 Kg.

No Alentejo a oferta de suínos para abate foi média e a procura relativamente fraca, tendo a procura sofrido uma baixa nas duas últimas semanas. No que se refere às cotações, a tendência foi de descida para o porco classe E e classe S (-8 cêntimos / Kg), para os leitões de <12 Kg (-2 cêntimos / Kg) e de 19-25 Kg (-20 cêntimos / Kg).

Na Beira Interior a oferta e a procura de suínos para abate foram médias e equilibradas. As cotações do porco classe E e classe S baixaram em relação à semana anterior (-6 cêntimos / Kg).

No Algarve as cotações do porco classe E apresentaram um decréscimo (-7 cêntimos / Kg), o mesmo acontecendo aos leitões de <12 Kg (-8 cêntimos / Kg).

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Confederação Nacional da Agricultura: crise agrícola “agrava-se com novo confinamento obrigatório”

Partilhar            A CNA – Confederação Nacional da Agricultura diz que as perspectivas dos agricultores para 2021 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.