Início / Agricultura / Cotações – Milho e Arroz – Informação Semanal – 4 a 10 Dezembro 2017

Cotações – Milho e Arroz – Informação Semanal – 4 a 10 Dezembro 2017

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Milho

A produção mundial de milho deverá atingir um volume recorde em 2017, sustentada por elevadas produções na América do Sul, na África do Sul, nos Estados Unidos e no Canadá.

A UE reduziu a taxa aduaneira sobre o milho importado, de 10,95€/ton para 5,61€/ton, com efeitos a partir de 10 de Outubro, e acordou, em 30 de Setembro,
aumentar em 625 mil ton o contingente de importação de milho da Ucrânia isento de tarifas aduaneiras, durante os
próximos 3 anos.

A China comprou 700 mil toneladas de milho no mercado internacional. As sementeiras de milho na Indonésia registaram um notável aumento. A FAO prevê um aumento de 3,3% nos stocks finais mundiais de milho no final da campanha 2017-2018.

Em Portugal, a área semeada com milho diminuiu cerca de 5%, em relação à campanha anterior, mas o volume de produção deverá manter-se. Devido ao tempo seco registado durante o ciclo de produção, os grãos apresentavam-se muito desidratados e com elevada percentagem de partidos. A importação de milho de qualidade pela indústria tem pressionado, em baixa, os preços da produção nacional.

Arroz

Na semana em análise, prosseguiu a campanha de comercialização do arroz. Os pequenos produtores, sem capacidade de armazenamento, estavam a entregar as suas produções à indústria sem preço contratado.

Nesta campanha, devido à seca e às altas temperaturas registadas ao longo do ciclo produtivo, o grão amadureceu mais cedo e apresenta-se mais seco do que o normal e com maior percentagem de trincas.

As cotações variaram entre o mínimo de 260€/ton, para o arroz longo B, e o máximo de 285€/ton, para o arroz longo A. O arroz longo B sofria a concorrência de arroz importado, a preços relativamente baixos.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Navio da Marinha acrescenta mais de 37 mil km2 ao mapa do mar português

Partilhar            O navio hidro-oceanográfico D. Carlos I regressou hoje, 10 de Agosto, à Base Naval de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.