Início / Agricultura / Cotações – Horticultura – Informação Semanal – 27 Maio a 2 Junho 2024

Cotações – Horticultura – Informação Semanal – 27 Maio a 2 Junho 2024

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Mercados de produção

Na região Entre Douro e Minho, as cotações seguiram uma tendência de subida para a alface frisada em 90% e lisa 67%, devido a uma diminuição da oferta e saída de produto para Espanha. Uma menor oferta valorizou a cotação do alho francês em 13%. As cotações tiveram uma descida para o feijão-verde “Achatado Direito estufa” em 25%, por aumento da oferta (presença na região de produto de Marrocos), curgete em 19% também por aumento da oferta e concorrência de produto de Espanha. Um aumento da oferta também desvalorizou as cotações do pepino em 14%, couve “Repolho Tipo Coração” e nabo com rama 13%.

Na região Ribatejo Oeste, área de mercado Oeste, verificou-se uma subida nas cotações da couve “Lombardo” em 90%, alface lisa 39% e frisada 17%, e abóbora “Tipo Francesa” 22%, devido a um aumento da procura, menor oferta e melhor qualidade dos produtos.

Um aumento da procura e melhor qualidade, valorizaram as cotações da couve “repolho Tipo Coração” em 63% e couve-flor 10%. A cotação da cebola temporã teve uma subida em 30%, por aumento da procura. Uma diminuição da procura com menor qualidade dos produtos, desvalorizou as cotações do tomate “Chucha” médio em 47%, “Cherry” 46%, alho francês 26%, tomate “Redondo” médio 24%, “Redondo” maduro grado 21%, beringela 20% e batata-doce 10%.

A cotação teve uma descida para o tomate “Chucha” grado em 23% por diminuição da procura. Uma maior oferta e qualidade inferior relativamente à semana anterior, fizeram descer a cotação do tomate “Cacho” em 22%. Um aumento da oferta desvalorizou as cotações do feijão-verde “Largo” em 16% e tomate “Redondo” médio 12%.

No Alentejo, área de mercado Odemira, continuou a verificar-se uma diminuição da oferta com uma ligeira valorização da cotação da batata-doce tamanho grado/médio saco de 20kg em 10%.

Mercados abastecedores

Mercado Abastecedor da Região de Lisboa (MARL) – manteve-se bem abastecido na generalidade dos produtos cotados de modo a garantir o seu normal abastecimento. Maior interesse por alface, batata, cebola, curgete, cenoura, curgete, couve, pepino e tomate. Teve início a campanha de comercialização da beringela “Alongada”.

Com o bom tempo aumentou o consumo de saladas e a procura de pepino aumentou com a cotação valorizada em 33%. Uma maior oferta fez descer as cotações do tomate “Cacho” em 27%, “Alongado” 20%, “Redondo” 14% e “Cereja” 10%, feijão-verde “Achatado Direito estufa” 20%, cebola temporã 18% e de conservação 14% e curgete 10%.

Quanto aos produtos importados, terminou a campanha de comercialização da batata conservação branca/vermelha tamanho grado/médio comercializada em saco de 20 kg de Espanha e da cebola conservação de França. Subida das cotações para o pepino de Espanha, batata conservação vermelha tamanho grado/médio e conservação vermelha lavada grado/médio de França. Descida para o tomate “Cacho”, “Alongado”, “Redondo”, pimento verde, cebola conservação, beringela “Alongada” e curgete de Espanha e feijão-verde “Achatado Direito estufa” de Marrocos.

Mercado Abastecedor do Porto (MAP) – manteve-se bem abastecido na generalidade dos produtos cotados de modo a garantir o seu normal funcionamento. Maior interesse pela alface, batata, cebola, cenoura, curgete, couves, nabo, nabiças e grelos. As cotações tiveram uma subida para a alface frisada e lisa em 69%, espinafre 22% e couve “Repolho Tipo Coração” 18%, devido a uma menor oferta. Verificou-se uma descida para o tomate “Cacho” em 17% e “Cereja” 10%, devido a um aumento da oferta.

Quanto aos produtos importados, descida das cotações para o tomate “Cacho” de Espanha e feijão-verde “Achatado Direito estufa” de Marrocos.

Mercado Abastecedor de Coimbra (MAC) – manteve-se bem abastecido na generalidade dos produtos cotados de modo a garantir o seu normal abastecimento. Teve início a campanha de comercialização de feijão-verde “Riscadinho”. Com o bom tempo aumentou o consumo de saladas e a procura aumentou com subida de cotações para o pepino em 55%, alface frisada e lisa 26%.

A menor oferta de couve “Brócolos” fez subir a cotação em 14%. Com uma maior oferta as cotações tiveram uma descida para o tomate “Cacho” em 17%. A cotação do feijão-verde “Achatado Direito estufa” teve uma descida em 13%, a oferta de produto nacional foi menor, mas a concorrência de produto de Marrocos foi grande.

Quanto aos produtos importados, subida das cotações para a beringela “Alongada” e pepino de Espanha. Descida para o tomate “Cacho” de Espanha.

Pode ler a análise completa do SIMA aqui.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Carmona Rodrigues lidera Grupo de Trabalho para estratégia de gestão, armazenamento e distribuição eficiente da água

Partilhar              O Governo decidiu criar um Grupo de Trabalho para delinear a estratégia multissectorial, “Água que Une”, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.