Início / Agricultura / Cotações – Hortícolas – Informação Semanal – 8 a 14 Março 2021

Cotações – Hortícolas – Informação Semanal – 8 a 14 Março 2021

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Mercados de produção

Agrião – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a oferta foi média e a procura continuou baixa. Alguma dificuldade de escoamento, devido ao encerramento do canal HORECA. Cotações estáveis.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi média e a procura fraca. A produção tem aumentado devido à melhoria do tempo. Cotações estáveis.

Alface – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações da alface frisada e lisa desceram devido ao aumento da oferta e à menor procura. Alguma dificuldade de escoamento devido ao encerramento do canal HORECA.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a alface frisada e lisa de estufa apresentou uma oferta ligeiramente fraca. O encerramento do canal HORECA ( hotéis, restaurantes e cantinas) é o principal responsável pela procura fraca. Descida da cotação mínima e da mais frequente da alface frisada e da cotação máxima e mais frequente da alface lisa.

No Algarve, a oferta de alface frisada de estufa foi média/baixa e a procura baixa. Cotações estáveis. Escoamento regular. Boa qualidade do produto.

Alho-francês – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a cotação máxima e a mais frequente valorizaram devido à redução da oferta A procura esteve ligeiramente baixa. Alguma dificuldade de escoamento, devido ao encerramento do canal HORECA.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi ligeiramente fraca e a procura média. Subida das cotações.

No Algarve, as cotações mantiveram-se estáveis. A oferta e a procura continuaram equilibradas e baixas. Escoamento fraco. Boa qualidade comercial.

Batata-doce – No Alentejo, na área de mercado Odemira, as cotações mantiveram-se estáveis. A oferta foi baixa e a procura média. Produto de boa qualidade.

No Algarve, a oferta esteve equilibrada com a procura média/baixa. O produto apresenta-se com boa qualidade. O escoamento efectuou-se regularmente, devido à parceria que a associação fez com uma grande superfície. Produto quase todo vendido. Cotações estáveis.

Batata de Conservação – Na Região Norte, na área de mercado Chaves, o volume de transacções deste produto foi sensivelmente idêntico à semana anterior, embora com a procura menos acentuada devido ao encerramento da restauração e pelas restrições do confinamento. Oferta média e a procura ligeiramente inferior. Cotações estáveis.

Na Região Centro, na área de mercado Guarda, a procura continua quase nula. Oferta média. Cotações estáveis.

Batata Nova – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a oferta de batata nova foi média, de boa qualidade, boa procura e sem grande dificuldade de escoamento. Cotações estabilizadas.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média e a procura baixa. Descida da cotação máxima da batata branca.

No Algarve, a procura continuou fraca e a oferta baixa. Cotações sem alterações. Produto com qualidade média. O escoamento efectuou-se “aos poucos” devido à concorrência de produto de outras regiões.

Beringela – No Algarve, a oferta e a procura foram nulas.

Beterraba – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações mantiveram-se estáveis. A oferta equilibrou a procura média/baixa. Alguma dificuldade de escoamento, devido ao fecho do canal HORECA.

Cebola de conservação – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações valorizaram devido à menor oferta. A oferta foi média/baixa, a procura média e registou-se alguma dificuldade de escoamento, devido ao fecho do canal HORECA. Concorrência de produto espanhol.

Cebola Temporã – Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, oferta foi baixa e a procura média. Cotações estáveis.

Cenoura – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações não se alteraram. A oferta foi suficiente para a procura média. Alguma dificuldade de escoamento devido ao fecho do canal HORECA.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi baixa e a procura alta. A fraca oferta e a ausência de produto espanhol provocou uma subida das cotações da cenoura nacional.

Na área de mercado, Ribatejo, a oferta foi média e a procura alta. valorização das cotações.

Couves – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações da couve penca subiram devido à menor oferta. A oferta foi média e a procura média/baixa. Alguma dificuldade de escoamento, devido ao fecho do canal HORECA.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi média para a couve “Lombardo” e “Repolho Tipo Coração” e reduzida para a couve “portuguesa”. A disponibilidade e a qualidade tem aumentado. A procura esteve regular a fraca. Descida ligeira da cotação máxima da couve repolho tipo coração e estabilidade para as restantes.

Couve “Brócolos” – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi média e a procura regular a fraca. Cotações estáveis. Escoamento regular.

No Algarve, a oferta foi fraca e a procura ligeiramente superior. Cotações sem alterações.

Couve-Flor – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi média e a procura regular a fraca. Subida das cotações.

Curgete – No Algarve, a oferta foi baixa e a procura superior. Escoamento regular. As cotações não se alteraram. Concorrência de produto de outras regiões.

Ervilha Grão – No algarve, iniciou-se a campanha de produção e comercialização da ervilha, com a oferta e a procura baixas. Escoamento fraco devido aos preços altos praticados.

Espinafre – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a cotação mínima e a mais frequente desceram devido ao aumento da oferta. A oferta foi média e a procura ligeiramente inferior. O escoamento efectuou-se com algumas dificuldades devido ao fecho do canal HORECA.

Na Região Centro, na área de mercado Beira litoral, a oferta foi suficiente para a procura média/baixa. Descida da cotação mínima e da mais frequente.

Fava – No algarve, iniciou-se a campanha de produção e comercialização da ervilha, com a oferta e a procura baixas. Escoamento fraco devido aos preços altos praticados.

Feijão-Verde – No Algarve, a oferta e a procura foram baixas. Cotações estáveis. Escoamento fraco devido à concorrência de produto importado.

Grelo de Nabo – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a cotação mínima desceu. A oferta foi média e a procura ligeiramente inferior. Alguma dificuldade de escoamento devido ao fecho do canal HORECA.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta, tem aumentado devido à pluviosidade e às temperaturas mais altas. Oferta forte e a procura regular. Cotações sem alterações. Algum produto a ser canalizado para os mercados de exportação.

Nabiça – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações desceram devido ao aumento da oferta e da menor procura. A oferta foi suficiente para a procura média/baixa. Alguma dificuldade de escoamento devido ao fecho do canal HORECA.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi fraca e a procura regular. O produto estragou-se há algumas semanas atrás e ainda não foi reposto.

Nabo – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações não se alteraram. A oferta foi suficiente, a procura menor e alguma dificuldade de escoamento, devido ao fecho do canal HORECA.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi baixa e a procura média/baixa. Cotações estáveis.

Pepino – No Algarve, a oferta foi suficiente para a procura baixa. Cotações estáveis. Escoamento “aos poucos” devido ao fraco consumo.

Pimento – No Algarve, a oferta e a procura de pimento verde foram baixas. Boa qualidade do produto. Cotações sem alterações. Escoamento “aos poucos”.

Plantas Aromáticas/Condimentares – No Algarve, a oferta e a procura foram fracas para salsa frisada, manjericão, cebolinho, tomilho e rúcula em molhos de 300 gr a 1.00 €/Molho. A oferta e a procura foram baixas para os coentros, salsa e hortelã em molhos de 0,5 kg a 1.00 €/Molho e com 1 kg a 2.00 €/Molho, grelos 0,5 Kg a 1€/Molho e orégãos 0,5 Kg a 8€. O escoamento efectuou-se “aos pouco” devido ao encerramento de restaurantes.

Tomate – No Algarve, a oferta de tomate “cacho, sulcado e alongado” foi média. A procura esteve fraca e o escoamento efectuou-se com dificuldades devido ao encerramento dos restaurantes. Cotações estáveis.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Histórico posto de observação meteorológica da Torre do Sertório em Évora retoma a actividade

Partilhar            O histórico posto de observação meteorológica da Torre do Sertório em Évora retoma a sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.