Início / Agricultura / Cotações – Frutos Secos – Informação Semanal – 15 a 21 Janeiro 2018

Cotações – Frutos Secos – Informação Semanal – 15 a 21 Janeiro 2018

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Mercados de produção

Alfarroba – Na região do Algarve, a procura de alfarroba “inteira” foi superior à oferta. Bom escoamento. Cotações estáveis. Bom escoamento para a alfarroba “grainha”. Cotações estáveis. A procura de alfarroba “triturado grosso” foi superior à oferta baixa. Bom escoamento. Cotações estáveis.

Amêndoa – No Algarve, a oferta e a procura estiveram equilibradas e baixas. Escoamento com dificuldades. Cotações estáveis. Concorrência de miolo da Califórnia que se encontra mais barato.

Noz – Na Região Norte, na área de mercado de Bragança, esta semana não se efectuaram transacções e por damos por terminada a campanha de comercialização da noz.

No Alentejo, na área de mercado de Estremoz , as transacções já se iniciaram há algumas semanas mas as cotações só serão conhecidas no final da campanha de comercialização.

Pinha – No Alentejo, na área de mercado do Alentejo Litoral, as cotações mantiveram-se estáveis.

Pinhão – No Alentejo, na área de mercado do Alentejo Litoral, as cotações mantiveram-se estáveis. Procura alta e oferta ligeiramente baixa.

Mercados abastecedores

Nos Mercados Abastecedores, observou-se uma menor disponibilidade de frutos secos e secados, de origem nacional e do exterior. A procura diminuiu e a preferência incidiu na amêndoa, figos e nozes (miolo e c/casca). Cotações estáveis.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Estudo do Novo Banco: produtos agroalimentares “certificados são fundamentais para aumento do valor da produção no mercado”

Partilhar              O Novo Banco marcou presença na Feira Nacional de Agricultura/Feira do Ribatejo, em Santarém, entre 9 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.