Início / Agricultura / Cotações – Frutos Frescos – Informação Semanal – 26 Novembro a 2 Dezembro 2018

Cotações – Frutos Frescos – Informação Semanal – 26 Novembro a 2 Dezembro 2018

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Mercados de produção

Abacate – No Algarve, a oferta de abacate “Bacon e Tipo Hass” equilibrou a procura média. Cotações sem alterações. Escoamento sem dificuldades. Boa qualidade do produto.

Amora – No Alentejo, na área de mercado Odemira, a oferta foi baixa e a procura média/alta. Qualidade excelente. Cotações estáveis. O mercado europeu está a ficar sem fruta “local” e está a ser substituído por fruta de importação.

Anona – No Algarve, a oferta média e a procura média/baixa. As cotações não se alteraram.. O produto apresentou-se com tamanhos grados/médios e com razoável qualidade e apresentação. O escoamento efetuou-se “aos poucos”. Concorrência de produto espanhol.

Castanha

Castanha – Na Região Norte, na área de mercado, Bragança, o volume de transacções da castanha “Longal” foi superior em cerca de 25%, porque a campanha de produção está na situação de pleno.

A oferta foi suficiente para a procura (muito alta e alta, respectivamente) e como consequência as cotações desceram. Produto muito procurado pelas indústrias de transformação. Escoamento sem dificuldades.

Chaves

Na área de mercado, Chaves, o volume de transacções da castanha “Judia” foi superior. As cotações desvalorizaram. Com a colheita terminada a oferta foi abundante. Escoamento sem dificuldades.

Na Região Centro, na área de mercado Guarda, as cotações da castanha “Longal e Martainha” mantiveram-se estáveis. A oferta foi quase nula e a procura também.

Viseu

Na área de mercado, Viseu, a procura foi alta e a oferta média. Cotações estáveis.

No Alentejo, na área de mercado Portalegre, a oferta foi inferior à procura média. Cotações estáveis.

Clementina – No Algarve, a oferta foi suficiente para a procura média. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Dióspiro – No Algarve, a oferta de dióspiro “Tipo Mole e Tipo Rijo” foi superior à procura média. Cotações sem alterações. Escoamento regular. Boa qualidade dos produtos.

Framboesa

Framboesa – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta diminuiu devido aos estragos causados nas estufas pela tempestade “Leslie e pelas descidas das temperaturas. Cotações estáveis.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, iniciou-se a campanha de produção e comercialização da framboesa, com a oferta média e superior à procura.

Alentejo

No Alentejo, na área de mercado Odemira, a oferta manteve-se normal e a procura também. Qualidade excelente. Subida ligeira das cotações. O mercado europeu está a ficar sem fruta “local” e está a ser substituído por fruta de importação.

No Algarve, a oferta foi média e a procura alta. Bom escoamento regular. Cotações estáveis. A procura pelo produto nacional tem aumentado devido à escassez de oferta nos países da Europa do Norte.

Goiaba – No Algarve, iniciou-se a campanha de produção e comercialização da goiaba, com oferta e procura baixas. Produto com razoável qualidade. Escoamento “aos poucos”.

Kiwi – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a oferta foi abundante e a procura alta. Cotações estáveis. Saída de Kiwi para Espanha e concorrência de produto importado, principalmente do Chile e Grécia.

Na região Centro, na área de mercado Beira Litoral, iniciou-se a campanha de comercialização do kiwi. A oferta foi abundante e ajustou-se à procura alta. Saída de produto.

Citrinos

Laranja – No Algarve, a oferta de laranja “Newhall” foi suficiente para a procura média. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Limão – Na Região Centro, na área de mercado Montes da Senhora, a oferta continuou a aumentar, mas ainda não foi suficiente para satisfazer a procura alta. Cotações sem alterações. Boa qualidade.

No Algarve, a oferta equilibrou a procura média. Cotações sem alterações. Escoamento regular. Boa qualidade do produto.

Maçã

Maçã – Na Região Norte, na área de mercado Carrazeda de Ansiães, o volume de transacções foi normal para a época do ano.

A oferta foi superior à procura, porque nos mercados existe abundância de maçã de sala, originária de produtores que não têm condições de frio e por isso, tentam comercializar as suas produções nesta época do ano. Cotações estáveis.

Douro Sul

Na área de mercado, Douro Sul, o volume de transacções foi normal para a época do ano. Maior procura nos calibres superiores 7O/75 mm. Menos vendas em relação ao início da campanha anterior.

Saída de maçã de qualidade para a Colômbia e Espanha, principalmente as variedades Golden e Royal Gala. Presença de maçã de Espanha e da Polónia.

Na Região Centro, na área de mercado Guarda, a procura foi baixa. Produto de boa qualidade. Cotações estáveis.

Cova da Beira

Na área de mercado, Cova da Beira, a procura foi idêntica à da semana passada e normal par a a época. A qualidade da maioria da produção comercializada foi boa. Manteve-se a comercialização de produto sem ser calibrado (SP), alguma para negociantes de outras regiões, comportamento que não é habitual.

Ligeiras alterações das cotações de alguns calibres nas várias variedades, por “proposta” das Grandes Superfícies, que são os principais clientes.

Na área de mercado Leiria, a procura diminuiu (média/alta). Produto de boa qualidade. As cotações mantiveram-se estáveis.

Lisboa e Vale do Tejo

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Oeste, continuou a comercialização de maçã.

No Alentejo, na área de mercado Juromenha, a procura de maçã “Granny Smith” aumentou mas as cotações mantiveram-se estáveis.

Maracujá – Na Região centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi diminuindo e a procura manteve-se normal. Cotações estáveis.

Marmelo – No Algarve, a oferta e a procura continuaram baixas. Escoamento fraco. Cotações estáveis.

Mirtilo – No Alentejo, na área de mercado Odemira, a oferta ainda se manteve normal porque as condições climatológicas ainda são favoráveis à produção de mirtilo. Cotações estáveis.

Morango

Morango – Na Região Norte, na área de mercado Macedo de Cavaleiro, o volume de transações foi inferior em cerca de 50% , porque a campanha está na fase decrescente. A oferta foi quase nula e a procura baixa. Escoamento sem dificuldades. Cotações estáveis.

No Alentejo, na área de mercado de Odemira, as cotações subiram ligeiramente, devido à diminuição da oferta e ao aumento da procura.

Pêra – Na Região Centro, na área de mercado, Leiria, as cotações não se alteraram. A procura diminuiu ligeiramente. Boa qualidade do produto.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Oeste, continuou a campanha de comercialização da pêra “Rocha, com a oferta e a procura altas. Alterações nas cotações.

Romã

Romã – No Algarve, a oferta foi suficiente para a procura média. Escoamento regular. As cotações não se alteraram. Produto de boa qualidade e calibre médio.

Tangera – No Algarve, a oferta e a procura continuaram baixas. Escoamento fraco. Cotações estáveis.

Mercados abastecedores

Os Mercados Abastecedores mantiveram-se bem abastecidos para a maioria dos frutos em comercialização. A procura incidiu na banana, castanha, clementina, dióspiro, Kiwi, laranja, limão, maçã e pêra.

Quanto aos produtos importados, verificou-se a presença de anona, ananás, banana, dióspiro, kiwi, lima, limão, manga, meloa, melão, papaia, tangerina e uva. Como novidade apareceu o ananás dos Açores, tangerina “Clemenvilla/Nova do Algarve e romã de Israel.

Abacate – Oferta suficiente de abacate da variedade “bacon” de origem nacional (Algarve). Procura média. Descida das cotações. Presença de abacate “Hass” de Espanha.

Ananás

Ananás – Oferta suficiente de ananás oriundo da Costa Rica, de diversas imagens de marca e categorias. Procura média. Manutenção das cotações.

Banana – Oferta significativa de banana “dólar”, de diversas origens e imagens de marca, acondicionada em caixas com 18 kg. Oferta suficiente de banana da Madeira. Boa procura. No MARL: Descida das cotações da banana da Madeira e da Costa Rica.

Castanha – Oferta suficiente de castanha de diversas variedades de origem nacional. Produto acondicionado em sacos de 5 e 15 kg. Procura média. Descida das cotações. Presença de castanha proveniente de Espanha.

Clementina – Oferta suficiente de clementina de origem nacional. Presença de produto espanhol. Boa procura. Manutenção das cotações.

Dióspiro

Dióspiro – Oferta suficiente de dióspiro das variedades “tipo mole” e “tipo rijo” de origem nacional. Oferta considerável de dióspiro da variedade “tipo rijo” , proveniente de Espanha. Boa procura. Manutenção das cotações.

Kiwi – Oferta suficiente de kiwi da variedade “Hayward” de origem nacional. Frutos de diversos calibres, de boa qualidade, acondicionados em caixas de 4/5 kg. Oferta reduzida de kiwi, proveniente da Grécia e do Chile. Procura normal. Manutenção das cotações.

Citrinos

Laranja – Oferta suficiente de laranja de origem nacional, da variedade “Newhall” . Frutos de diversos calibres, de boa e razoável qualidade. Boa procura. Descida das cotações.

Lima – Oferta suficiente de lima proveniente do Brasil (barco). Frutos embalados em caixa de cartão de 4 kg, com diferentes imagens de marca. Procura normal. Manutenção das cotações.

Limão – Oferta suficiente de limão de origem nacional. Frutos com boa apresentação, de diversas regiões, acondicionados em caixas e sacos. Boa procura. Manutenção das cotações.

Maçã

Maçã – Oferta suficiente de maçã de origem nacional das variedades, “Bravo Esmolfe n/certificada”, Golden Delicious”, “Granny Smith”, “Red Delicious”, “Royal Gala” e “Reineta Parda”. Procura normal. Manutenção das cotações.

Manga – Oferta suficiente de manga do Brasil (avião/barco). Frutos com boa apresentação, acondicionados em tabuleiro com 4/5 kg. Manutenção das cotações.

Marmelo – Oferta suficiente de marmelo de origem nacional. Procura média. Manutenção das cotações.

Melão e meloa

Melão – Oferta suficiente de melão da variedade “tipo Pele de Sapo”, proveniente do Brasil . Procura média. Manutenção das cotações.

Meloa – Oferta suficiente de meloa da variedade “Gália” proveniente do Brasil. Procura média. Manutenção das cotações.

Morango – Oferta reduzida de morango de origem nacional. Boa procura. Cotações em alta. Presença de morango proveniente da Holanda.

Papaia – Oferta suficiente de papaia do Brasil. Frutos com boa apresentação, acondicionados em tabuleiro. Boa procura. Manutenção das cotações.

Pêra

Pêra – Oferta suficiente de pêra de origem nacional, das variedades “General Leclerc” e “Rocha”. Boa procura. Manutenção das cotações. A variedade “General Leclerc” foi a mais valorizada.

Romã – Oferta suficiente de romã de origem nacional. Oferta considerável de romã, proveniente de Espanha. Procura média. Descida das cotações para o produto importado.

Tangera – Menor oferta de tangera de origem nacional (Algarve). Boa procura. Oscilações das cotações.

Uva – Menor oferta de uva das variedades, branca e rosada de Espanha e Itália. Boa procura. Manutenção das cotações.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Língua azul dos ovinos: DGAV determina vacinação obrigatória no Algarve, Alentejo e distrito de Santarém

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária, na sequência da confirmação de novos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.