Início / Agricultura / Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 8 a 14 Agosto 2022

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 8 a 14 Agosto 2022

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias, de novilho e de novilha, 12 a 24 meses, não se alteraram.

Região Trás-os-Montes

Nas áreas de mercado, Alto Tâmega e Terra Fria: as cotações mais frequentes, de vaca reprodutora, cruzada Charolês, diminuíram 25,00 €/U; as cotações mais frequentes, de vaca reprodutora Mirandesa e de vaca reprodutora Turina, desceram 50,00 €/U. Na área de mercado Alto Tâmega, a cotação mais frequente, de vaca reprodutora, Barrosã, desceu 5,00 €/U.

Região Beira Litoral

Na área de mercado Aveiro, as cotações mínimas, de novilha e de novilho, 12 a 24 meses, cruzados Charolês, aumentaram 0,05 €/kg C.

Na área de mercado Coimbra, as cotações, mínima, máxima e mais frequente, de novilha e de novilho, 12 a 24 meses. Turina, desceram 0,30 €/kg C; as cotações, mínima, máxima e mais frequente, de vaca abate, cruzada Charolês, desceram, 0,30 €/kg C, 0,10 €/kg C e 0,50€/kg C, respectivamente; as cotações, máxima e mais frequente, de vaca abate, Turina, desceram 0,50 €/kg C, mas a cotação mínima, desceu 1,00 €/kg C.

Na Região, as cotações mínimas, de novilha e de novilho, 12 a 24 meses, cruzados Charolês, aumentaram 0,05 €/kg C; as cotações mínimas, de novilha e de novilho, 12 a 24 meses, Turina e de vaca abate, cruzada Charolês, diminuíram 0,30 €/kg C.

Região Alentejo

Na área de mercado Beja:

  • as cotações, mínima, máxima e mais frequente, de vitelo fêmea, 6 a 8 meses, cruzada Charolês, diminuíram 0,51 €/kg V, 0,03 €/kg V e 0,27 €/kg V, respectivamente;
  • as cotações, mínima e mais frequente, de vitelo macho, 6 a 8 meses, cruzado Charolês, diminuíram 0,40 €/kg V e 0,15 €/kg V, respectivamente, mas a cotação máxima, aumentou 0,40 €/kg V;
  • as cotações, máxima e mais frequente, de vitelo fêmea, 8 a 12 meses, cruzada, Charolês, aumentaram 90,00 €/U e 110,00 €/U, respectivamente, mas a cotação mínima, desceu, 23,00 €/U.

Na área de mercado Estremoz:

  • as cotações, mínima e mais frequente, de vitelo fêmea, 6 a 8 meses, cruzada Charolês, diminuíram 0,10 €/kg V; a cotação máxima, de vitelo macho, 6 a 8 meses, cruzado Charolês, aumentou 0,60 €/kg V;
  • as cotações, máxima e mais frequente, de vitelo fêmea, 8 a 12 meses, cruzada Charolês, aumentaram 195,00 €/U e 73,00 €/U, respectivamente, mas, a cotação mínima, diminuiu 45,00 €/U;
  • a cotação, mínima, de vitelo macho, 8 a 12 meses, cruzado Charolês, diminuiu 50,00 €/U, mas a cotação mais frequente, aumentou 95,00 €/U;
  • as cotações, máxima e mais frequente, de vaca abate, cruzada Charolês, aumentaram 0,20 €/kg C e 0,25 €/kg C, respectivamente.

Na área de mercado Évora:

  • as cotações, mínima e mais frequente, de vitelo fêmea, 6 a 8 meses, cruzada Charolês, diminuíram 0,09 €/kg V, mas a cotação máxima, aumentou 0,04 €/kg V;
  • as cotações, mínima, máxima e mais frequente, de vitelo macho, 6 a 8 meses, cruzado Charolês, aumentaram 0,06 €/kg V, 0,68 €/kg V e 0,02 €/kg V, respectivamente;
  • as cotações, máxima e mais frequente, de vitelo fêmea, 8 a 12 meses, cruzada Charolês, aumentaram 211,00 €/U e 93,00 €/U, respectivamente, mas a cotação, mínima, desceu 31,00 €/U;
  • as cotações, máxima e mais frequente, de vitelo macho, 8 a 12 meses, cruzado Charolês, aumentaram 45,00 €/U e 103,00 €/U, respectivamente, mas a cotação mínima, diminuiu 51,00 €/U;
  • a cotação máxima, de vaca abate, cruzada Charolês, aumentou 0,20 €/kg C.

Na Região:

  • as cotações, máxima e mais frequente, de vitelo macho, 6 a 8 meses, cruzado Charolês, aumentaram 0,44 €/kg V e 0,02 €/kg V, respectivamente;
  • as cotações, máxima e mais frequente, de vitelo macho, 8 a 12 meses, cruzado Charolês, aumentaram 45,00 €/U, e 103 €/U, respectivamente.

Na Região, a cotação, máxima e mais frequente, de vitelo macho, 6 a 8 meses, cruzado Charolês, aumentaram 0,44 €/kg V e 0,02 €/kg V, respectivamente; as cotações, máxima e mais frequente, de, vitelo macho, 8 a 12 meses, cruzado Charolês, aumentaram, 45,00 €/U, e 103 €/U, respectivamente.

Observação: De acordo com N.º III, Parte I, Anexo VII do Regulamento (EU) N.º 1308/2013 do Parlamento Europeu de 17 de dezembro de 2013, a carne de vitelo (macho ou fêmea) é denominada:
a) Vitela, quando: 6 meses ≤ V < 8 meses);
b) Vitelão, quando: 8 meses ≤ Z < 12 meses).

Nota: kg C: kg Carcaça; kg V: kg Vivo; U: Unidade

Na Bolsa de Bovino-Montijo, as cotações não se alteraram.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Componentes em cortiça by Amorim ajudam a reduzir pegada de carbono dos pavimentos

Partilhar              Os componentes de cortiça NRT62 com e sem barreira de vapor by Amorim, produtos da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.