Início / Agricultura / Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 4 a 10 Maio 2020

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 4 a 10 Maio 2020

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Nesta semana as cotações médias nacionais de novilhos (cruzado de Charolês e Turina) desceram 0,20 €/kg P. Carcaça e as de novilha cruzada de Charolês e Turina diminuíram 0,10 e 0,30 €/kg P. Carcaça respetivamente.

Na região de Trás-os-Montes, nas áreas de mercado Terra Fria e Alto Tâmega a oferta foi média/alta e a procura média/baixa. Fraco volume de negócios. Alguma dificuldade no escoamento de produtos, devido ao baixo consumo. As saídas de animais de raças autóctones eram realizadas conforme o estabelecido e acordado com as grandes superfícies. Nestas áreas de mercado as cotações não se alteraram.

Entre Douro e Minho

Na região Entre Douro e Minho na área de mercado Douro e Minho Regional a oferta foi média e a procura foi média/baixa. Escoamento lento devido ao baixo consumo. Manutenção de cotações. Forte concorrência de produto importado, essencialmente, de Espanha a preços inferiores e saída de vacas de abate e refugo para o mesmo país.

Beira Litoral

Na região Beira Litoral a oferta foi média/baixa e a procura foi baixa. A procura de animais de abate foi fraca e foi satisfeita pela oferta. Os animais de abate continuaram a aumentar de peso e os retalhistas não tinham capacidade de escoar toda a carne, por isso, preferiam carcaças pequenas.

Também entrou no mercado carne proveniente de Espanha aumentando a oferta. Os operadores estavam a descer os preços aos produtores uma vez que os negócios continuaram parados devido à pandemia (Restaurantes, cantinas de escolas, feiras e exportações para Espanha).

As cotações estavam em baixa em todas as áreas de mercado. Assim, na área de mercado Coimbra as cotações de novilho e de novilha Cruzado de Charolês desceram 0,10 €/kg P. Carcaça e na área de mercado Viseu as cotações de novilho cruzado de Charolês e de novilho e novilha Turina desceram o mesmo valor.

Na área de mercado Beira Litoral Regional as cotações de novilhos Cruzado de Charolês e Turina desceram 0,20 €/kg P. Carcaça, a cotação de novilha cruzada de Charolês diminuiu 0,10 €/kg P. Carcaça e a cotação de novilha Turina desceu 0,30 €/kg P. Carcaça.

Nas áreas de mercado Viseu e Beira Litoral Regional as cotações de vaca de abate cruzada de Charolês desceram 0,20 €/kg P. Carcaça e as de vaca de abate Turina desceram 0,10 €/kg P. Carcaça.

Coimbra

Na área de mercado Coimbra a cotação de vaca de abate Turina teve uma descida de 0,30 €/kg P. Carcaça. A cotação de vaca de refugo Turina desceu 0,20 €/kg P. Carcaça na área de mercado Viseu e 0,40 €/kg P. Carcaça na área de mercado Coimbra.

Na área de mercado Coimbra a cotação de vitela recém-nascida cruzada de Charolês diminuiu 15 €/cabeça e as cotações máximas de vitela Turina, vitelo cruzado de Charolês e vitela recém-nascida cruzada de Charolês diminuíram 35 €/cabeça, 50 €/cabeça e 40 €/cabeça, respectivamente. Nos mercados referidos as descidas de algumas cotações mínimas de novilhos e novilhas variaram entre 0,05 e 0,15 €/kg P. Carcaça e as de vaca de abate variaram entre 0,15 e 0,50 €/kg P. Carcaça.

Beira Interior

Na região Beira Interior nas áreas de mercado Beira Interior Regional, Castelo Branco e Guarda a oferta foi média/alta e a procura foi baixa. Nesta região verificou-se que os produtores que normalmente vendiam para os restaurantes continuavam a ter dificuldades em escoar os seus produtos, uma vez que, a maior parte dos estabelecimentos de restauração continuava encerrada devido à pandemia do coronavírus.

Os produtores que tinham contratos com as grandes superfícies continuaram a entregar os produtos contratados. A quantidade de produto vindo de Espanha, influenciava grandemente os preços na área de mercado Guarda. Nesta região em todas as áreas de mercado, houve manutenção das cotações dos diferentes produtos.

Ribatejo e Oeste

Na região Ribatejo e Oeste, na área de mercado Ribatejo a oferta e a procura foram médias. A relação oferta/procura está equilibrada. Não houve alterações de mercado. As cotações mantiveram-se constantes.

Alentejo

Na região Alentejo nas áreas de mercado Beja, Alentejo Norte e Elvas, a oferta foi média e a procura foi média/baixa e as cotações mantiveram-se constantes. Nas áreas de mercado Évora e Alentejo Litoral a oferta foi média e a procura foi média/baixa, na área de mercado Estremoz foram médias.

Algumas cotações sofreram alterações nestas áreas de mercado. Na área de mercado Alentejo Regional as cotações mais frequentes e mínimas de novilho e novilha cruzados de Charolês diminuíram 0,15 €/kg P. Carcaça e as máximas diminuíram 0,10 €/kg P. Carcaça.

Na área de mercado Estremoz a cotação de vaca de abate cruzada de Charolês diminuiu 0,25 €/kg P. Carcaça e as máxima e mínima diminuíram 0,10 €/kg P. Carcaça, também, nesta área de mercado a cotação de vaca de refugo cruzada de Charolês diminuiu 0,10 €/kg P. Carcaça. As cotações de vitelo cruzado de Charolês diminuíram 0,05 €/kg P. Vivo nas áreas de mercado Alentejo Regional e Évora e 0,10 €/kg P. Vivo na área de mercado Alentejo Litoral. A cotação de vitelão fêmea cruzado de Charolês aumentou 10 €/cabeça na área de mercado Évora.

A tendência da Bolsa de Bovino (Montijo) foi de descida 0,05 €/kg P. Carcaça de cotações de novilhos e de novilhas e manutenção de cotações de vacas e de vitelas.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Comercialização de banana da Madeira cresce 23,2% nos primeiros 4 meses de 2020

Partilhar            A Região Autónoma da Madeira comercializadas 5.146,4 toneladas de banana no primeiro quadrimestre de 2020, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.