Início / Agricultura / Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 25 a 31 Maio 2020

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 25 a 31 Maio 2020

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais de novilha e de novilho 12 a 24 Turina aumentaram 0,012 e 0,013 €/kg P. Carcaça, respectivamente. Já a de novilho 12 a 24 meses cruzado de Charolês aumentou 0,007 €/kg P. Carcaça, mas a de novilha desceu 0,007 €/kg P. Carcaça.

Na região Trás-os-Montes, nas áreas de mercado Terra Fria e Alto Tâmega a oferta foi média/alta e a procura média/baixa. Fraco volume de negócios. Alguma dificuldade no escoamento de produtos, devido ao baixo consumo. As saídas de animais de raças autóctones foram realizadas conforme o estabelecido e acordado com as grandes superfícies. Não se estava a verificar qualquer influência de trocas comerciais com outros países no funcionamento do mercado, as quais se limitaram a pequenos negócios na região. Manutenção de cotações.

Entre Douro e Minho

Na região Entre Douro e Minho na área de mercado Douro e Minho Regional a oferta e a procura foram médias. Escoamento lento devido ao baixo consumo. Manutenção de cotações. Forte concorrência de produto importado, sobretudo, de Espanha a preços inferiores e saída de vacas de abate e refugo para o mesmo país.

Beira Litoral

Na região Beira Litoral a oferta e a procura foram média/baixa. Houve um aumento, ligeiro, na procura de animais de abate. A oferta daqueles animais na região foi suficiente, mas como estavam muito grandes e os talhos não quererem carcaças pesadas, vieram animais de menor porte de outras regiões. Continuou a chegar carne proveniente de Espanha.

A procura de animais de criar (raça Turina) continuou a aumentar, porque são mais acessíveis. Os consumidores preferiam criar os seus animais para consumo, por uma questão de confiança. As cotações mantiveram os valores da semana anterior nas áreas de mercado Aveiro e Viseu.

Coimbra

Na área de mercado Coimbra verificaram-se alterações de cotações, tendo havido, em alguns casos, uma actualização de valores. As cotações de novilha e novilho 12 a 24 meses cruzados de Charolês, tiveram um aumento de 0,05 €/kg P. Carcaça (as cotações mínimas aumentaram 0,15 e 0,05 €/kg P. Carcaça, respectivamente), enquanto, que, as cotações dos de raça Turina desceram 0,10 €/kg P. Carcaça (a cotação máxima subiu 0,10 €/kg P. Carcaça).

A cotação de vaca de abate cruzada de Charolês desceu 0,15 €/kg P. Carcaça (a máxima desceu 0,50 €/kg e a mínima subiu 0,10 €/kg P. Carcaça).

Relativamente à vaca de abate Turina a cotação desceu 0,20 €/kg P. Carcaça (a máxima e a mínima desceram 0,30 e 0,10 €/kg, respectivamente).

A cotação de vaca reprodutora Turina registou um aumento de 200 €/Unidade (a cotação mínima aumentou 400 €/Unidade). Registou-se uma subida de 50 e 25 €/Unidade de cotações de vitelas 3 a 6 meses cruzada de Charolês e Turina respectivamente (em ambas a cotação mínima aumentou 100 €/Unidade). A cotação de vitelo recém-nascido Turina aumentou 10 €/Unidade.

A cotação de vitelo 3 a 6 meses Turina aumentou 100 €/Unidade (a mínima aumentou 155 e a máxima aumentou 50 €/Unidade). Com excepção das referidas, não houve alteração de cotações de todos os outros produtos nesta área de mercado.

Beira Interior

Na região Beira Interior nas áreas de mercado Beira Interior Regional, Castelo Branco e Guarda a oferta foi média e a procura foi média/baixa. Esta situação deveu-se ao facto das pessoas continuarem confinadas, contudo alguns restaurantes reabriram tendo em consideração 50% da lotação máxima. Os produtores que tinham contrato com as Grandes Superfícies continuaram a entregar as peças contratualizadas.

Na área de mercado Beira Interior Regional as cotações de novilha e novilho 12 a 24 meses Turina e de novilho 12 a 24 meses cruzado Charolês aumentaram 0,05 €/kg P. Carcaça (a mínima aumentou 0,10 €/kg P. Carcaça), já na área de mercado Guarda todas as cotações desses animais (mínima, máxima e mais frequente) sofreram um aumento de 0,10 €/kg P. Carcaça. A quantidade de produto vindo de Espanha influenciava os preços na área de mercado Guarda.

Ribatejo e Oeste

Na região Ribatejo e Oeste, nas áreas de mercado Ribatejo Oeste Regional e Ribatejo a oferta foi média e a procura foi média/baixa. Esta semana não houve alteração de cotações.

Alentejo

Na região Alentejo nas áreas de mercado Alentejo Litoral, Beja, Alentejo Norte e Elvas a oferta foi média e a procura foi média/baixa. Nas áreas de mercado Évora e Estremoz a oferta e a procura foram médias. Houve manutenção de cotações em todas as áreas de mercado da região, com excepção de cotações de novilha e de novilho 12 a 24 meses cruzado de Charolês que desceram 0,02 €/kg P. Carcaça nas áreas de mercado Évora e Alentejo Regional.

A tendência da Bolsa de Bovino (Montijo) foi a de manutenção de todas as cotações (de novilhos, de novilhas, de vacas e de vitelas).

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Conserveira Pinhais comemora centenário a preservar receitas com 100 anos

Partilhar            A Pinhais comemora no dia 23 de Outubro 100 anos, período durante o qual pouco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.