Início / Agricultura / Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 22 a 28 Junho 2020

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 22 a 28 Junho 2020

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais de novilhas e de novilhos 12 a 24 meses não se alteraram.

Na região Trás-os-Montes, nas áreas de mercado Terra Fria e Alto Tâmega a oferta foi média/alta e a procura média/baixa. Fraco volume de negócios. Alguma dificuldade no escoamento de produtos, devido ao consumo ter continuado fraco. As saídas de animais de raças autóctones continuaram a ser realizadas conforme o estabelecido e acordado com as Grandes Superfícies. Não se estava a verificar qualquer influência de trocas comerciais com outros países no funcionamento do mercado, as quais se limitaram a pequenos negócios na região. Manutenção de cotações.

Entre Douro e Minho

Na região Entre Douro e Minho nas áreas de mercado Entre Douro e Minho e Entre Douro e Minho Regional a oferta e a procura foram médias. Escoamento lento devido ao consumo ter continuado fraco. Continuou a existir concorrência de produto importado, sobretudo, de Espanha a preços inferiores. As vacas de abate refugo continuaram a ser exportadas para Espanha. Manutenção de cotações.

Beira Litoral

Na região Beira Litoral a oferta foi média/baixa e a procura foi média. Na semana em análise a procura de animais de abate continuou a apresentar uma ligeira melhoria, principalmente na área de mercado de Viseu. A oferta destes animais foi insuficiente e não satisfez a normal procura. Por isso continuaram a ser comprados animais vivos e carne de outras regiões.

As cotações continuaram baixas e não se alteraram em todas as áreas de mercado: Aveiro, Viseu, Coimbra e Beira Litoral Regional.

Beira Interior

Na região Beira Interior nas áreas de mercado Beira Interior Regional e Castelo Branco a oferta e a procura foram médias. Na área de mercado Guarda a oferta foi média/alta e a procura foi média.

Os produtores que vendiam para os restaurantes continuaram a vender pouco devido à fraca afluência dos clientes. As pessoas continuaram a ter receio do contágio da Covid-19. Os produtores que tinham contrato com as grandes superfícies continuaram a entregar as peças contratualizadas. A quantidade de produto vindo de Espanha influenciava os preços na área de mercado Guarda. Houve manutenção de cotações dos diferentes produtos em todas as áreas de mercado.

Ribatejo e Oeste

Na região Ribatejo e Oeste, nas áreas de mercado Ribatejo Oeste Regional e Ribatejo a oferta foi média e a procura foi média/baixa. Não houve alteração de cotações.

Alentejo

Na região Alentejo nas áreas de mercado Alentejo Litoral, Estremoz, Beja, Alentejo Norte e Elvas a oferta e a procura foram médias. Na área de mercado Évora a oferta foi média/alta e a procura foi média.

Na área de mercado Beja as cotações, máxima e mais frequente, da vitela 6 a 8 meses cruzada de Charolês subiram 0,10 €/kg P. Vivo, contudo, na área de mercado Estremoz as cotações, mínima e mais frequente, desceram 0,15 e 0,10 €/kg P. Vivo, respectivamente.

Na área de mercado Beja as cotações, mínima e máxima, do vitelo 6 a 8 meses cruzado de Charolês subiram 0,15 e 0,02 €/kg P. Vivo, respectivamente. Nesta região, excepto as referidas, todas as outras cotações mantiveram-se inalteradas.

A tendência da Bolsa de Bovino (Montijo) foi de manutenção de cotações.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola tem candidaturas abertas até 11 de Setembro

Partilhar            As candidaturas para a 7.ª edição do Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola  estão abertas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.