Início / Agricultura / Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 20 a 26 Setembro 2021

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 20 a 26 Setembro 2021

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

A cotação média, mais frequentes, de novilho, 12 a 24 meses, cruzado Charolês, subiu, 0,012 €/kg Peso Carcaça e a de novilha, desta raça, aumentou, 0,017 €/kg Peso Carcaça. As cotações médias, mais frequentes, de novilhos e de novilhas, 12 a 24 meses, Turina, não se alteraram.

Na região Trás-os-Montes, nas áreas de mercado Terra Fria e Alto Tâmega a oferta foi média/alta e a procura média/baixa. As cotações não se alteraram na região.

Entre Douro e Minho

Na região Entre Douro e Minho, nas áreas de mercado Entre Douro e Minho Regional, Entre Douro e Minho e Ribadouro a oferta e a procura foram médias e sem dificuldade de escoamento. Manutenção de cotações nas áreas de mercado da região.

Beira Litoral

Na região Beira Litoral, nas áreas de mercado Beira Litoral Regional, a oferta e a procura foram baixas. A procura de animais para a abate continuou a diminuir. A oferta regional manteve-se insuficiente e foi reforçada por animais vindos de outras regiões. A procura de animais de recria esteve fraca.

Os pastos ainda não recuperaram do calor sofrido no Verão, quando estiverem verdes, os produtores, provavelmente, voltarão à criação de animais.

Na área de mercado Coimbra, registaram-se alterações de cotações. As cotações mais frequentes de novilho e novilha, 12 a 24 meses, cruzados Charolês e de novilha, 12 a 24 meses, Turina, subiram, 0,10 €/kg Peso Carcaça.

As cotações, mínima e máxima, de vaca de abate Turina, subiram 0,20 €/kg Peso Carcaça, mas, a mais frequente aumentou, 0,10 €/kg Peso Carcaça. As cotações, máxima e mais frequente de, vaca de refugo Turina, subiram, 0,20 e 0,10 €/kg Peso Carcaça, respectivamente.

As cotações, mínima, máxima e mais frequente, de vitela, recém-nascida Turina, diminuíram, 10,00, 50,00 e 20,00 €/unidade. Apenas a cotação máxima de vitelo, recém-nascido Turina, diminuiu 10,00 €/unidade. As cotações, mínima, máxima e mais frequente, de vitelo, 3 a 6 meses, cruzado Charolês, subiram, 100 €/unidade.

Na área de mercado, Beira Litoral Regional, apenas a cotação máxima, de vitelo, 3 a 6 meses, Turina, subiu, 20 €/unidade. Excepto as referidas, houve manutenção, de todas as outras cotações.

Beira Interior

Na região Beira Interior, nas áreas de mercado Beira Interior Regional, Castelo Branco e Guarda, a oferta e a procura continuaram médias, isto é, a oferta foi regular ou suficiente para uma procura regular ou normal. Houve manutenção de cotações dos diferentes produtos de origem bovina.

Ribatejo e Oeste

Na região Ribatejo e Oeste, na área de mercado Ribatejo, a oferta e a procura, foram médias. A relação entre a procura e a oferta continuou equilibrada. Houve manutenção de cotações, em toda a região.

Alentejo

Na região Alentejo, nas áreas de mercado, Estremoz, a oferta foi média/alta e a procura foi média. Na área de mercado Alentejo Norte, Alentejo Litoral, Beja e Elvas a procura e a oferta foram médias. Na área de mercado, Évora, a oferta foi alta e a procura média/alta.

Na área de mercado, Alentejo Regional, as cotações máxima e mais frequente, de novilho e de novilha, 12 a 24 meses, cruzados Charolês, subiram, 0,08 e 0,05 €/kg Peso Carcaça, respectivamente.

Na área de mercado, Alentejo Litoral, as cotações, mínima e mais frequente, de novilho e de novilha, 12 a 24 meses, cruzados Charolês, subiram 0,10 €/kg Peso Carcaça e a cotação máxima, aumentou, 0,15 €/kg Peso Carcaça.

Na área de mercado, Estremoz, as cotações, mínima máxima e mais frequente, de novilho e de novilha, 12 a 24 meses, cruzados Charolês, subiram 0,05, 0,10 e 0,08 €/kg Peso Carcaça, respectivamente.

Na área de mercado Évora, as cotações, mínima e mais frequente, de novilho e de novilha, 12 a 24 meses, cruzados Charolês, subiram 0,05 €/kg Peso Carcaça, respectivamente e a cotação máxima, aumentou. 0,08 €/kg Peso Carcaça.

Na área de mercado, Elvas, as cotações, máxima e mais frequente, de novilha, 12 a 24 meses, cruzada Charolês, subiram, 0,40 e 0,50 €/kg Peso Carcaça, respectivamente, no caso de vitelo, aquelas cotações, subiram, 0,10 e 0,30 €/kg Peso Carcaça, respectivamente. Excepto, as referidas, houve manutenção de cotações dos outros produtos de origem bovina.

A tendência da Bolsa de Bovino-Montijo foi de manutenção de cotações de vacas e de vitelas. Relativamente, às novilhas e aos novilhos, as cotações, subiram 0,03 €/kg Peso Carcaça.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Petição contra a alteração da idade para assistir ou participar em touradas está a chegar aos 18 mil subscritores

Partilhar              O Conselho de Ministros aprovou no dia 14 de Outubro o decreto-lei que altera a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.