Início / Agricultura / Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 28 Junho a 4 Julho 2021

Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 28 Junho a 4 Julho 2021

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Aves

Na semana em análise deu-se um ligeiro decréscimo da cotação média nacional do frango abatido (65% – de 1100 a 1300 g) em relação à semana anterior (-5 cêntimos / kg); estabilidade do frango vivo (de 1,8 kg) e do peru, vivo (de 14 a 15 kg) e abatido (80% – de 5,7 a 9,8 kg).

Na região da Beira Litoral, na área de mercado da Beira Litoral, a oferta de frango foi relativamente abundante e a procura média. A procura diminuiu um pouco face à evolução da pandemia, uma vez se verificou alguma retracção no consumo. Estão a decorrer algumas exportações para escoar o produto. Descida de cotações do frango do campo (-10 cêntimos / kg) e do peito de frango (-5 cêntimos / kg); redução da cot. máx. da perna de frango (-20 cêntimos / kg).

Ribatejo e Oeste

Na região do Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo e Oeste, a oferta de frango foi média e a procura foi relativamente animada. Descida de cotações do frango abatido das classes de peso de 900-1100 g, 1100-1300 e >1300 g (-10 cêntimos / kg).

Nota: 1) A partir da semana 01 de 2020 as 2 Áreas de Mercado da Região da Beira Litoral – Dão-Lafões e Litoral Centro fundiram-se, dando origem à Área de Mercado da Beira Litoral. O mesmo aconteceu para as Áreas de Mercado de Dão-Lafões Gr. e Litoral Centro Gr., de cuja fusão resultou a Área de Mercado da Beira Litoral Gr. 2) Iniciou-se na semana 01 de 2021 a recolha de cotações da perna e peito de frango.

 

Ovos

Na semana em análise as cotações médias nacionais dos ovos, na produção (ovo a peso de 60 a 68 g) e classificados e embalados em ovotermo das classes de peso M e L, mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior, pela 16ª semana consecutiva.

Na região da Beira Litoral a oferta foi média nas duas áreas de mercado, Dão-Lafões e Litoral Centro; a procura foi média no Litoral Centro e relativamente animada em Dão-Lafões. A procura apresentou esta semana uma ligeira recuperação, nomeadamente a destinada à restauração e pastelaria, apesar do aumento dos casos de Covid-19.

Os produtores estão a adoptar medidas de controlo da produção, como os vazios sanitários. No Litoral Centro estão também a decorrer algumas exportações. A oferta é suficiente nas duas áreas. Decréscimo das cotações mín. dos ovos de gaiola classificados, em cartão e ovotermo, das classes de peso S, M e L no Litoral Centro (-5 cêntimos / dúzia). A oferta de ovos classificados de solo e de ar livre foi relativamente fraca e a procura foi média e as cotações continuaram a manter-se estáveis.

Na região do Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo e Oeste, a oferta e a procura de ovo foram médias. A situação actual da pandemia já se reflecte na procura verificada, sobretudo na região do Algarve. Estabilidade de cotações dos ovos de gaiola (a peso e classificados) e dos ovos classificados de solo e ar livre.

Nota: Iniciou-se na semana 04 de 2021 a recolha de cotações dos ovos de solo (classes de peso M e L) e dos ovos de ar livre (classe M/L), pelo que os ovos que se acompanhavam até esta altura passaram a designar-se ovos de gaiola. As áreas de mercado para os novos produtos são Beira Litoral Gr. e Ribatejo e Oeste Gr.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Verdes recomendam ao Governo “total interdição de pesca” de tubarões e raias

Partilhar              O Grupo Parlamentar de Os Verdes recomenda ao Governo que “crie uma equipa para elaborar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.