Início / Agricultura / Corteva anuncia plano global de sustentabilidade com 14 compromissos para a próxima década

Corteva anuncia plano global de sustentabilidade com 14 compromissos para a próxima década

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Corteva Agriscience, empresa de referência no sector agrícola em tecnologia de sementes, protecção de culturas e agricultura digital, anunciou hoje, 3 de Junho, o plano global de sustentabilidade e reforçou o seu compromisso com o ecossistema alimentar para os próximos 10 anos. Um anúncio que coincide com o primeiro aniversário desde o seu lançamento enquanto empresa independente cotada a nível mundial.

Este compromisso inclui novos objectivos que representam um progresso ao nível da sustentabilidade, agrupados em quatro pilares fundamentais: os agricultores, a terra, a sociedade e a produção sustentável. Além disso, foram consideradas melhorias para a saúde do solo, optimização da produtividade das culturas, alterações climáticas, gestão da água, biodiversidade, transparência em toda a cadeia de abastecimento e segurança dos trabalhadores, entre outras.

James C. Collins, Jr., CEO da Corteva Agriscience a nível global explicou: “a nossa missão é agora mais importante do que nunca e consiste em direccionar a indústria agrícola para melhores e mais sustentáveis resultados em todo o mundo. Consideramos que este é o melhor momento para reforçar o nosso compromisso de proteger e preservar a fonte dos nossos alimentos e ajudar as nossas comunidades a prosperar”.

A nível local, Manuel Melgarejo, presidente da Corteva Agriscience para Espanha e Portugal referiu que “estamos a trabalhar há anos no desenvolvimento de ferramentas que ajudam os agricultores a serem mais produtivos, rentáveis e sustentáveis, fundamentalmente baseadas em tecnologia e digitalização. Entre outras, temos soluções pioneiras na melhoria da eficiência na utilização do azoto que contribuem para a redução do consumo de água e o desenvolvimento de híbridos que oferecem uma vantagem de rendimento em ambientes de seca, permitindo a produção com um menor uso de água. Por outro lado, estamos muito comprometidos com a sociedade, especialmente a relacionada com o campo, e com programas como o TalentA para mulheres rurais, ajudando a promover projectos inovadores que continuem a dinamizar um sector cada vez mais qualificado”.

E continua, “com este plano global até 2030, a empresa dá um passo em frente ao reforçar este compromisso com objectivos bem estabelecidos e cujo resultado será avaliado anualmente”.

Juntos por um futuro melhor

A Corteva desenvolveu assim uma série de objectivos de sustentabilidade a nível global até 2030, centrados em quatro áreas essenciais do sector:

Para os agricultores:

  • 1. Formar 25 milhões de agricultores sobre a protecção do solo, nutrientes e gestão de recursos hídricos, assim como as melhores práticas culturais;
  • 2. Aumentar a produtividade, os rendimentos e as práticas de agricultura sustentável de 500 milhões de pequenos agricultores;
  • 3. Habilitar os agricultores para que possam aumentar o rendimento das suas culturas de forma sustentável em 20%, enquanto serão também reduzidas as emissões de gases com efeito de estufa em 20%.

Para a terra:

  • 4. Melhorar a saúde do solo em 30 milhões de hectares;
  • 5. Optimizar a gestão de recursos hídricos com a utilização racional do azoto e consequente redução do consumo de água (aumentando assim o rendimento das colheitas) em dois milhões e meio de hectares de produção de sementes e terras afectadas pelo défice hídrico;
  • 6. Melhorar a biodiversidade com a optimização de mais de 10 milhões de hectares com práticas sustentáveis de gestão do solo e conservação do habitat.

Para a sociedade:

  • 7. Proteger a saúde e segurança dos seus colaboradores, assim como a dos restantes trabalhadores do sector agrícola;
  • 8. Continuar o empoderamento das mulheres, a capacitar os jovens e a contribuir para as comunidades em que vivem e trabalham;
  • 9. Os colaboradores da Corteva em todo o mundo vão dedicar um total de 1 milhão de horas a este esforço;
    10. Ajudar os agricultores a aumentar a transparência da sua cadeia de abastecimento.

Para uma produção sustentável:

  • 11. Cada produto novo estará adaptado a estes novos requisitos de sustentabilidade;
  • 12. Reforçar o controlo e a redução das emissões com efeito de estufa nas explorações e na cadeia de abastecimento;
  • 13. Todas as embalagens deverão ser reutilizáveis ou recicláveis;
  • 14. Reduzir o volume de resíduos, conservar a água e melhorar a biodiversidade nos respectivos locais.

Compromissos a 10 anos

Os compromissos a 10 anos da Corteva “proporcionarão ferramentas para ajudar a optimizar a rentabilidade das culturas, os imputs, a melhoraria da resistência às alterações climáticas e, além disso, centram-se nas pessoas”, garante um comunicado da empresa.

Para além disso, relativamente às suas operações comerciais, a Corteva compromete-se a inovar de forma sustentável, estabelecendo uma estratégia para reduzir o impacto ambiental, ao utilizar embalagens sustentáveis e aumentar os esforços de sustentabilidade em todas as suas sedes e centros de produção.

Mais informações sobre os objectivos de sustentabilidade de 2030, aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Comportamento emocional em organismos-modelo aquáticos revisto por investigadores da Universidade de Évora

Partilhar            Os investigadores do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE-UE) da Universidade de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.