Início / Agricultura / Cooperativas agrícolas lançam “O Meu Gesto, Pelo Nosso Portugal” para apoiar famílias carenciadas

Cooperativas agrícolas lançam “O Meu Gesto, Pelo Nosso Portugal” para apoiar famílias carenciadas

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Fenacam — Federação Nacional das Caixas de Crédito Agrícola Mútuo, em conjunto com a Confagri — Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e a Cáritas Portuguesa, mobilizou esforços e criou a corrente solidária “O Meu Gesto, Pelo Nosso Portugal” para ajudar a mitigar os efeitos económicos e sociais causados pela pandemia em Portugal.

Com o propósito de suprir as carências e as dificuldades das famílias em situação de vulnerabilidade alimentar e económica, esta corrente solidária do sector cooperativo conta com o alto patrocínio do Presidente da República.

A corrente solidária “O Meu Gesto, Pelo Nosso Portugal” irá apoiar necessidades de ordem financeira e alimentar das famílias mais carenciadas, através de donativos monetários efectuados nos balcões da Caixa Agrícola. Paralelamente, serão ainda doados pelas cooperativas agrícolas bens alimentares às famílias carenciadas, que, tal como os donativos monetários recebidos nos balcões da Caixa Agrícola, serão distribuídos pelas comunidades carenciadas através da Cáritas Portuguesa.

Donativos

Os donativos podem ser efectuados em todos os balcões Caixa Agrícola, através da conta PT50 0045 9020 4033 2492 50706.

Jorge Volante, presidente da Fenacam, sublinha que “as Caixas Agrícolas existem em Portugal há mais de 100 anos, e, actualmente, com os seus cerca de 640 balcões, estão presentes um pouco por todo o país, permitindo-nos ter um contacto de proximidade com as comunidades onde nos inserimos. Esta proximidade permite-nos ter uma maior sensibilidade e percepção das consequências da pandemia nessas mesmas comunidades e, por esse motivo, convidámos o sector cooperativo a associar-se a nós nesta corrente solidária para angariar dinheiro e bens alimentares que possam ajudar a suprimir as necessidades identificadas nas comunidades”.

Por sua vez, Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa, refere que “participar nesta iniciativa representa para a rede nacional Cáritas mais um passo no apoio às muitas famílias que neste momento vivem com grandes dificuldades e enormes fragilidades económicas e alimentares, que se agravaram e, infelizmente, continuam a agravar-se, na sequência da crise económico-social decorrente da Covid-19. Este é num trabalho que já realizamos diariamente e no qual, agora, todos podemos fazer a diferença através do apoio prestado a esta corrente solidária”.

Já Manuel dos Santos Gomes, presidente da Confagri, acrescenta ainda que “a nossa participação nesta corrente solidária demonstra a solidariedade dos nossos membros, bem como a nossa preocupação face à situação de enorme carência que muitas famílias e comunidades vivem actualmente devido à pandemia. Assim, apoiamos esta corrente solidária com aquilo que de melhor temos para oferecer: produtos alimentares de elevada qualidade das nossas cooperativas agrícolas”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

UE. Educação ambiental e desenvolvimento sustentável está em consulta pública. Quer dar a sua opinião?

Partilhar              A Comissão Europeia lança hoje, 18 de Junho, uma consulta pública sobre educação ambiental e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.