Início / Agricultura / Consumo de carne de coelho na Europa. Campanha inverte tendência de queda acentuada

Consumo de carne de coelho na Europa. Campanha inverte tendência de queda acentuada

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Volvido um ano e meio após o arranque da campanha europeia de promoção ao consumo de carne de coelho, a ASPOC — Associação Portuguesa de Cunicultura fez um balanço positivo da acção, num evento gastronómico que decorreu hoje, dia 22 de Outubro, no espaço FLAT, em Lisboa.

Em declarações à comunicação social, Firmino Sousa, presidente da ASPOC, referiu que “ainda que o consumo não tenha aumentado de forma expressiva no mercado português, resultou, de acordo com os dados do INE, numa subida do preço médio (+4,21%) e no aumento do número de abates (+7,6% em número de animais e +8,3% em toneladas de carne limpa), invertendo a tendência de queda acentuada registada nos últimos anos”.

Firmino Sousa acrescentou que “apesar de não ser possível quantificar o efeito da campanha em termos de exportação, confirmamos que houve um incremento das trocas intra-comunitárias”.

Diversificação

Para os responsáveis da ASPOC, a campanha serviu também para mobilizar o sector para a necessidade de diversificarem e modernizarem as formas de corte e de apresentação do produto e ainda para elucidar os consumidores sobre as vantagens dietéticas e a facilidade de confecção desta carne branca.

Recorrendo ao apoio do Chef Hélio Loureiro e da Associação Portuguesa de Nutricionistas, foi possível sensibilizar jovens de estabelecimentos de ensino profissional e escolas de hotelaria, para a versatilidade da carne de coelho e para as suas propriedades dietéticas, conferindo-lhe um estatuto mais moderno. Até ao final do ano serão ainda desenvolvidas acções de sensibilização semelhantes junto dos profissionais da restauração e dos talhos.

Promoção

Na sessão de balanço da campanha, que contou com a presença de distintos representantes de Entidades Nacionais, da INTERCUN (Organização inter-profissional espanhola do sector cunícola), jornalistas, bloggers e parceiros, foram também apresentados os filmes e outras peças promocionais, que em Portugal têm sido visíveis nos meios televisão, cinema, imprensa escrita e online, redes sociais e pontos de venda aderentes.

“Carne de Coelho – Como a vai cozinhar hoje?”

A campanha europeia recorre ao claim “Carne de Coelho – Como a vai cozinhar hoje?”, numa mensagem simples e direta ao consumidor final, na qual uma carinhosa e simpática avó, ícone do conhecimento, mostra ao seu jovem e ousado neto a infinidade de possibilidades culinárias que a carne de coelho permite.

Recorrendo a peças gráficas e audiovisuais, onde a realidade e o humor coexistem, o consumo de carne de coelho torna-se numa opção que se adapta ao estilo de vida das novas gerações, graças à sua versatilidade culinária, ao baixo teor de gordura, às proteínas e ainda à facilidade de confecção.

A importância da carne de coelho como elemento indispensável na nossa dieta alimentar, recai no conhecimento geracional de uma avó, que conhece e ensina mil e uma deliciosas maneiras de cozinhar.

Financiada pela União Europeia, a campanha prolonga-se até ao fim de 2020 e tem como principal objectivo promover o consumo de carne de coelho de origem europeia, recorrendo à activação de memórias dos consumidores e à passagem de testemunhos geracionais, destacando o valor nutricional e a flexibilidade de adaptação desta carne branca aos tempos modernos.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Açores apoiam transporte de 3.200 toneladas de resíduos agrícolas destinadas à valorização energética em 2020

Partilhar            O Director Regional da Agricultura afirmou hoje, 24 de Setembro, na Ilha do Pico, que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.