Início / Agricultura / Conheça a importância das abelhas na agricultura e por devemos protegê-las

Conheça a importância das abelhas na agricultura e por devemos protegê-las

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Quando se fala em abelhas muitas pessoas fogem a 7 pés! De facto, há muitas pessoas que desconhecem a importância das abelhas para os ecossistemas agro-ambientais (ex: polinização). Além disso as abelhas são importantes produtores de mel, uma fonte natural de açúcar com grande valor energético e medicinal. Além do mel, as abelhas são responsáveis por fornecer ao homem outros produtos comerciais muito importantes como o pólen, a própolis e a cera. Conhecidas como sendo das principais espécies polinizadoras, neste novo artigo vou falar-vos sobre a importância das abelhas para a agricultura e algumas razões pelas quais devemos protegê-las. Curioso(a)?

Importância das abelhas na agricultura

O que é a polinização e porque as abelhas são tão importantes

Já sabemos que as abelhas são importantes para garantir uma boa polinização mas será que sabem realmente em que consiste a polinização?

Para compreender detalhadamente em que consiste a polinização é importante conhecer a morfologia da flor. A flor é uma das partes mais importantes de uma planta e é caracterizada por ser um órgão sexual que é responsável pela reprodução da planta. Com estrutura variável consoante a espécie de que se trata, uma flor é geralmente constituída pelas seguintes partes: (1) sépalas (com a função de proteger os botões forais), (2) pétalas (responsável por atrair polinizadores devido às suas cores vibrantes), (3) estames (órgão sexual masculino) e pelo (4) pistilo (órgão sexual feminino). Cada estame é constituído pelo filete e a antera, local onde é produzido o pólen. Já o pistilo é formado pelo ovário, que é constituído pelo estigma, estilete e ovários. Ver figura abaixo.

É importante ainda ter em conta que as flores que apresentam estames e pistilos são chamadas de fores perfeitas ou hermafroditas (a maçã é um bom exemplo). As flores imperfeitas caracterizam-se por serem flores que apresentam somente estames ou somente pistilos. É importante ainda ter em conta que em algumas espécies as fores masculinas e femininas podem estar presentes no mesmo indivíduo tal como acontece com o milho (monóicas). Podem ainda acontecer que existam plantas que possuam apenas flores masculinas ou apenas flores femininas como é o caso do kiwi (dióicas).

polinização abelhas
Fonte da imagem: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/8/83/Mature_flower_diagram-pt.svg/505px-Mature_flower_diagram-pt.svg.png

A polinização caracteriza-se assim por ser um processo em que ocorre a transferência do pólen presente na antera (parte masculina) para o estigma (parte feminina) da for.

No estigma verifica-se ainda que cada grão de pólen se for compatível geneticamente acaba por desenvolver um tubo que vai crescendo até encontrar o óvulo no ovário, ocorrendo posteriormente a fecundação. Uma fecundação bem feita é assim um etapa importante para garantir uma boa polinização. Após ocorrer a fecundação verifica-se que os óvulos transformam-se em sementes e o ovário transforma-se em fruto.

A polinização pode ocorrer de duas formas distintas: autopolinização ou polinização cruzada.

É importante ter em conta que as plantas que são mais dependentes da polinização realizada por são as que possuem fores masculinas e femininas na mesma planta ou em plantas diferentes de mesma espécie. Especialmente neste tipo de plantas as abelhas representam uma função importante como vectores de pólen quando visitam as flores masculinas e femininas da planta, promovendo a polinização.

Quais são as principais ameaças às abelhas e à realização da polinização?

Penso que não é novidade para ninguém que está a ler este artigo que se tem verificado nos últimos tempos uma diminuição na quantidade de abelhas e insectos polinizadoras um pouco por todo o mundo. tal como acontece com outros insectos como as borboletas, também a população de abelhas tem diminuído muito pela intervenção humana incorrecta.

A poluição ambiental com um dos principais motivos para a morte das abelhas

O tema das alterações climáticas que tanto se tem falado é uma das principais razões pela morte destes polinizadores. Aumentos de temperatura muito significativos, condições climáticas extremas, falta de água e maus comportamentos humanos são uma das principais razões para o seu declínio.

A agricultura intensiva

Embora os agricultores estejam cada vez mais conscientes que é urgente a aplicação de uma agricultura mais sustentável, a agricultura em modo de produção intensivo ainda é infelizmente muito praticada. A monocultura é uma das grandes razões pela criação de paisagens muito idênticas onde a policultura não impera. Com o desaparecimento de muita da diversidade de flora existente, a quantidade de alimento disponível para a fauna existente (incluindo para as abelhas) é muito menor. A aplicação descuidada e excessiva de produtos fitofarmacêuticos que se verifica neste modo de produção acaba por também afectar a quantidade de polinizadoras através da utilização de pesticidas e herbicidas, por exemplo.

O aparecimento de espécies invasoras

O aparecimento de espécies invasoras como a vespa asiática tem posto em causa a sobrevivência das populações de abelhas, levando á sua morte. Por essa razão, a vespa asiática é responsável por uma quebra muito substancial na produção de mel e muitos apicultores encaram com preocupação estes ataques. No caso específico da vespa asiática põe em causa a sustentabilidade do ecossistema agroambiental uma vez que para além de se alimentar de abelhas, alimenta-se igualmente de outros insectos polinizadores.

A construção de edifícios e mudanças na ocupação dos solos

Com a destruição de muitas paisagens para a construção de edifícios urbanos têm-se verificado uma degradação dos habitats mais rurais, local predilecto das abelhas. A mudança na utilização dos solos é assim uma das razões para que a população de abelhas tenha vindo a diminuir.

importancia das abelhas

Como proteger as abelhas?

Plante árvores

É nas árvores que as abelhas obtêm a maior parte do néctar que precisam para se alimentar além de que são uma excelente fonte de oxigénio e indicador de ambiente puro. Para garantir que as abelhas tenham um local onde gostem de estar, plante árvores.

Apoie os apicultores locais

Embora que existam cada vez menos é importante incentivar e apoiar o trabalho dos apicultores e a existência de colmeias. Nas florestas e em outros espaços rurais, a presença de abelhas é sempre de louvar.

Construa casas para abelhas

Certamente já viu à venda em lojas de jardinagem os hotéis de abelhas que são uma boa alternativa convidativa para ter abelhas na sua horta ou jardim. Embora não vão produzir mel, será sempre importante ter estas casinhas para que as abelhas se sintam mais confiantes para fazer a sua função: a polinização.

Evite a utilização de produtos fitofarmacêuticos

Uma das principais causas para a diminuição de abelhas: a aplicação de produtos químicos na agricultura. Os pesticidas utilizados na agricultura tem sido uma das causas associadas à diminuição da população de abelhas uma vez que acabam por afectar as abelhas directamente (via tópica) ou secundariamente através da sua exposição secundária (consumo de pólen, néctar e/ou água contaminada).

Proteja o habitat

Uma das principais razões pelas quais as abelhas estão em perigo é a degradação dos habitats. Dado que elas necessitam de um ambiente amigo delas para viverem felizes é importante que se crie cada vez mais espaços verdes, jardins, se incentive a policultura e corredores ecológicos.

Digam-me… costumam ver muitas abelhas nas vossas hortas e jardins?

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

CAP promove debate sobre Planos de Gestão de Região Hidrográfica 2022-2027

Partilhar              A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal promove no auditório da sua sede, em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.