Início / Agenda / Congresso Internacional Pinea Spot debate investigação em pinheiro-manso

Congresso Internacional Pinea Spot debate investigação em pinheiro-manso

O Centro de Competências do Pinheiro Manso e Pinhão (CCPMP) organiza em Lisboa, entre 21 e 23 de Novembro de 2023, o Congresso Internacional Pinea Spot totalmente dedicado à investigação em pinheiro-manso. O congresso inclui um dia de campo, “momento ideal para fomentar colaborações e falar de novas abordagens na gestão desta espécie face aos crescentes desafios do actual contexto climático e económico”.

As inscrições já estão abertas. Para usufruir de um preço reduzido efectue a sua inscrição e pagamento até 31 de Agosto. A submissão de resumos está aberta até 15 de Setembro.

O pinheiro-manso é uma espécie distribuída na zona Norte e Oriental do Mediterrâneo, de Portugal à Síria e também ao longo de algumas áreas costeiras do Mar Negro. O seu grande valor económico reside na sua semente — o pinhão, produto de elevado valor nutritivo e organolético, explica uma nota de imprensa enviada pela UNAC – União da Floresta Mediterrânica, que faz parte do CCPMP.

No entanto, adianta a mesma nota, as florestas de pinheiro-manso são sistemas multifuncionais com importantes funções ambientais (combate à desertificação e promoção da biodiversidade), de produção lenhosa (madeira e biomassa para energia) e não lenhosa (pastagens, resina e casca).

Pinheiro-manso cresce em Portugal

Devido à sua importância económica, novas plantações têm surgido na América do Sul, nomeadamente no Chile e na Nova Zelândia. Em Portugal, embora o pinheiro-manso represente apenas 6% da floresta portuguesa, entre 2005 e 2015 a sua área aumentou 20,7mil ha, tendo sido a espécie que registou maior aumento a seguir ao eucalipto.

No entanto, “a fileira do pinheiro-manso faz face a novos e complexos desafios climáticos e económicos sendo este o momento certo para Congresso Pinea Spot, que surge sete anos depois do Agropine – 2nd International Meeting on Mediterranean Stone Pine for Agroforestry, que teve lugar em Oeiras e que contou com cerca de 100 participantes, entre investigadores, técnicos, gestores e produtores florestais”, diz a mesma nota.

E salienta que nestes sete anos foram desenvolvidos vários projectos a nível nacional e internacional sobre pinheiro-manso, tendo chegado a hora de discutir e reflectir sobre os resultados obtidos, identificar lacunas no conhecimento e estabelecer novas prioridades na investigação e na gestão florestal.

“Compreender a vulnerabilidade destes sistemas florestais e os seus mecanismos de adaptação, dar a conhecer inovações na silvicultura e na gestão sustentável do pinheiro-manso, reflectir sobre a evolução dos mercados e a valorização de outros produtos/serviços são alguns dos temas que serão abordados e discutidos neste congresso”, frisa a nota da UNAC.

O Congresso internacional Pinea Spot pretende, assim, reunir durante três dias, membros da comunidade científica, técnicos, gestores e produtores florestais para uma partilha de conhecimento sobre esta emblemática espécie mediterrânica.

Toda a informação sobre o Congresso Internacional Pinea Spot aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Câmara de Santarém atribui Medalha de Ouro ao CNEMA

Partilhar              A Câmara de Santarém condecorou hoje, 14 de Junho, o CNEMA — Centro Nacional de …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.