Início / Agenda / Congresso Ibérico “Solos e Desenvolvimento Sustentável: Desafios e Soluções” chega ao Porto a 17 de Junho

Congresso Ibérico “Solos e Desenvolvimento Sustentável: Desafios e Soluções” chega ao Porto a 17 de Junho

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Congresso Ibérico “Solos e Desenvolvimento Sustentável: Desafios e Soluções”, realiza-se nos próximos dias 17 e 18 de Junho, no Porto. O encontro, organizado em Portugal pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto,  pretende reunir especialistas da área ibérica de diversas áreas científicas e tecnológicas que contribuam com o intercâmbio de resultados das suas investigações e desenvolvimentos tecnológicos.

Entre as áreas temáticas em debate estarão: poluição ambiental e avaliação de risco; solos urbanos (incluindo compactação e impermeabilização); impactos das mudanças climáticas nos solos e comunidades edáficas; biodiversidade do solo; indicadores de qualidade do solo; sensoriamento remoto aplicado ao mapeamento e gestão do solo; e ciência cidadã ao serviço das melhores práticas de gestão e conservação do solo.

Por outro lado, os especialistas convidados vão também centrar-se na salinização do solo; contaminantes emergentes (por exemplo, microplásticos, nanomateriais, antibióticos, etc.); recuperação de resíduos orgânicos; funções do solo e serviços ecossistémicos; matéria orgânica do solo; e outras ameaças, como a erosão, desertificação e desastres naturais.

O COTHN — Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional irá participar com a apresentação da Agenda de inovação para o solo, da Parceria Portuguesa para o Solo.

Congresso

A organização do Congresso garante que o programa final do encontro estará disponível em breve e explica que a conservação e a reabilitação de solos degradados é um dos grandes desafios da humanidade neste século. A contaminação, a compactação, o empobrecimento em matéria orgânica, a erosão e a perda de biodiversidade foram algumas das ameaças identificadas a nível Europeu e mundial, e que exigem uma acção urgente e concertada da comunidade científica e dos principais grupos da sociedade envolvidos na gestão do solo.

Da qualidade dos solos e do restabelecimento das suas funções e serviços dependem directamente alguns dos objectivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pelas Nações Unidas, como a erradicação da pobreza e da fome (ODS 1 e 2), o estabelecimento de condições para a saúde e o bem-estar dos seres humanos (ODS 3), a melhoria da qualidade da água (ODS 6) e protecção da vida e dos ecossistemas terrestres (OD 15).

Alterações climáticas

E acrescenta que o solo poderá também ser um grande aliado do Homem no combate às alterações climáticas, se gerido de forma apropriada. A Península Ibérica, pela sua localização geográfica, possui características únicas e comuns, associadas contudo a uma grande diversidade de solos e de condições edafoclimáticas concentradas numa área relativamente reduzida.

A eficácia das medidas tomadas para proteger os solos beneficiará da partilha de experiências e de conhecimentos, assim como de acções comuns em ambos os lados da fronteira. As tecnologias emergentes e inovadoras ao serviço das ciências do solo, serão também um factor crítico para a “conservação de precisão” não só para o mapeamento e caracterização do recurso solo, mas também para a partilha de dados e suporte das tomadas de decisão subjacentes à sua gestão sustentável.

Saiba tudo sobre o Congresso Ibérico “Solos e Desenvolvimento Sustentável: Desafios e Soluções” aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Agricultores do distrito de Leira marcam manif em Lisboa para 14 de Junho, dia de reunião de ministros da Agricultura da UE

Partilhar            A União dos Agricultores do Distrito de Leira (UADL) e a Confederação Nacional da Agricultura …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.