Início / Conferência destaca vantagens competitivas do Porto de Setúbal

Conferência destaca vantagens competitivas do Porto de Setúbal

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Porto de Setúbal participou, no passado dia 22 de Novembro, conjuntamente com representantes do tecido empresarial da região e das autarquias, na 3ª edição da Conferência da Comunidade Portuária, desta feita dedicada à temática “Porto de Setúbal — Uma solução para a região de Lisboa – mais capacidade, maior competitividade”.

O encontro decorreu durante a manhã no Fórum Municipal Luísa Todi e contou com a presença das presidentes da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, e da APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sines, Lídia Sequeira.

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino encerrou o evento, reforçando o importante papel de cooperação da Autoridade Portuária, Câmara Municipal e Entidades/Empresas para o desenvolvimento do Porto de Setúbal. Reforçou as ideias de concretização, a curto prazo, dos projectos apresentados no âmbito da Estratégia para o Aumento da Competitividade Portuária – Horizonte 2026, que visa catalisar investimentos privados, públicos e comunitários, fazendo dos portos hubs no contexto das exportações. Entre os quais se englobam os projectos do Porto de Setúbal com um investimento de 25, 2 milhões, e que representam um aumento sustentado de 60%, dando ao porto capacidade de resposta aos seus clientes.

Ana Paula Vitorino espera crescimento de 70%

Não esquecendo também o Porto de Sesimbra com o projecto da nova ponte-cais 4, bem como a melhoria das condições de higiene, ambientais e de modernização, Ana Paula Vitorino salientou ainda a importância da ligação ao Município com o projecto de construção de uma Marina de Recreio. Por fim, afirmou acreditar que “juntos podemos potenciar um crescimento de 70%” e deixou o desafio às entidades presentes dizendo que espera contar com todos.

O objectivo foi debater e reafirmar as capacidades do Porto de Setúbal no sistema portuário nacional e, mais especificamente, na região de Lisboa, tal como referido pelo presidente da CPS, Porfírio Gomes, nomeadamente no contexto dos investimentos anunciados na ferrovia e no aprofundamento dos canais de navegação para permitir a entrada de navios com maior calado.

As vantagens competitivas e potencialidades de crescimento do porto de Setúbal foram destacadas na abertura da conferência, que apontou o turismo como um caminho para o desenvolvimento estratégico daquele território.

Porto essencialmente exportador

Na sua intervenção na conferência, a presidente dos Portos de Setúbal e Sesimbra, Lídia Sequeira, reforçou o importante papel do Porto de Setúbal para as empresas da região, como porto essencialmente exportador, constituindo esse tipo de movimento cerca de 60% do total de mercadorias movimentadas. Salientou ainda o facto de ser o segundo maior porto ferroviário a nível nacional, líder no segmento de carga ro-ro e com uma grande capacidade disponível instalada, com possibilidade de expansão na frente marítima estando inserido numa das mais importantes zonas industriais do país e com possibilidade de instalação de novas unidades, não esquecendo também a necessidade de desenvolvimento das actividades de lazer e recreio dadas as suas excelentes condições naturais.

Lídia Sequeira salientou ainda os projectos já apresentados no âmbito da estratégia para o aumento da competitividade portuária, nomeadamente a melhoria das acessibilidades marítimas, com o aprofundamento do canal da barra e do canal norte para -15m ZH e -13,5m ZH, respectivamente, contribuindo para a qualidade e segurança das operações e permitindo a recepção de mais e maiores navios quer de carga quer de lazer.

No que diz respeito à melhoria das acessibilidades ferroviárias, a presidente do Porto de Setúbal, referiu que se encontram em desenvolvimento os estudos, em parceria com a Infraestruturas de Portugal, tendo em vista maximizar a operacionalidade das infraestruturas para permitir o aumento da capacidade de recepção de comboios com redução dos custos de operação, reforçando a segurança da circulação ferroviária.

Foram ainda referidos os projectos de modernização da JUP e implementação da JUL bem como o lançamento do concurso público internacional da melhoria do sistema de VTS.

A concluir, Lídia Sequeira reforçou que a concretização destes projectos, a curto prazo, será de grande importância para alavancar o investimento privado contribuindo significativamente para o desenvolvimento do porto e da região.

Câmara de Setúbal realça importância do porto

Por sua vez, a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, destacou que a autarquia está ciente da importância da parceria com o Porto de Setúbal e fez um breve apanhado do trabalho realizado pela autarquia nos últimos anos, o qual, salientou, tem permitido a captação de investimentos para o concelho.

A autarca destacou ainda o desenvolvimento do plano de pormenor da zona industrial da Mitrena, com benefícios na qualificação das infraestruturas, na potenciação da oferta de novos espaços empresariais e na melhoria da qualidade ambiental da área.

Maria das Dores Meira sublinhou que, apesar de a gestão dos transportes públicos só transitar para os municípios em 2019, a Câmara de Setúbal já está “em vias de iniciar o Plano Operacional de Transportes e o caderno de encargos para a gestão do estacionamento na cidade”. A autarca recordou, ainda sobre esta temática, que Setúbal tem uma candidatura aprovada para poder “começar em breve” a construir o interface intermodal da Praça do Brasil, com os modos ferroviário e rodoviário.

A edil alertou, em contrapartida, que há sectores em que é essencial o trabalho em parceria com várias entidades, caso da actual desclassificação da EN10-4 no Plano Rodoviário Nacional, ainda por integrar na rede municipal, o que significa que nenhuma entidade assume, neste momento, a sua qualificação.

Realçou, igualmente, a importância do apoio da Comunidade Portuária junto da IP – Infraestruturas de Portugal para requalificação do nó das Fontainhas, que serve de entrada na cidade e também como ponto de acesso à zona industrial da Mitrena.

A presidente da Câmara Municipal deixou ainda uma mensagem dirigida ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas, “para a necessária visão integrada entre as obras ferroviárias programadas para servir o porto de Setúbal e a coerente e adequada reformulação do viaduto e da passagem de nível existentes”.

Uma das obras ferroviárias em causa é a ligação Évora-Caia, que, salientou Lídia Sequeira, está em fase de conclusão e será uma conexão que, “em termos práticos, irá fazer do porto de Setúbal o porto nacional mais perto de Madrid”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Alltech Crop Science obtém registo de mais dois produtos da gama Contribute como biofertilizantes

Partilhar              A Alltech Crop Science, divisão agrícola da Alltech, obteve o registo de mais dois produtos, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.