Início / Agenda / Concurso Nacional de Azeites de Portugal tem inscrições abertas até 10 de Abril

Concurso Nacional de Azeites de Portugal tem inscrições abertas até 10 de Abril

O Concurso Nacional de Azeites de Portugal, já na sua 17ª edição, vê o Conselho Oleícola Internacional renovar, por comunicação directa do seu director executivo, Abdellatif Ghedira, o selo de garantia a esta competição.

Este patrocínio institucional reconhece ao CNAP os graus máximos de rigor, exigência técnica e excelência no sentido do cumprimento das normas do Conselho Oleícola Internacional para os prémios de qualidade de Azeite Virgem Extra, realça a organização do Concurso.

As inscrições para o Concurso Nacional de Azeites de Portugal estão abertas até ao dia 10 de Abril de 2023. Pode aceder ao Regulamento do Concurso aqui.

Destinado a distinguir lotes homogéneos de Azeite Virgem Extra, o Concurso Nacional de Azeites de Portugal permite a distinção de azeites com Denominação de Origem Protegida e os Azeites produzidos em Agricultura Biológica e atribui ainda os prémios “Melhor do Mercado”, a azeites comprados directamente nos lineares do mercado nacional pela organização do Concurso, “Azeite Virgem Extra Prestígio” ao lote que obtiver a maior pontuação final absoluta, e ainda o “Prémio Feira Nacional de Agricultura” ao lote com volume igual ou superior a 20.000 litros que obtenha a maior pontuação final absoluta.

O Concurso conta com um Painel de Provadores Oficial, nacionais e estrangeiros, profissionais de referência na análise sensorial de Azeites que durante dois dias de provas cegas provam, avaliam e pontuam os azeites portugueses em competição.

Co organizado pelo CEPAAL — Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo e pelo CNEMA — Centro Nacional de Exposição e Mercados Agrícolas, o Concurso Nacional de Azeites de Portugal tem “procurado não só a promoção do sector oleícola português, mas também, e principalmente, a valorização dos azeites e dos produtores nacionais, reconhecendo e levando a reconhecer por parte do público em geral, o que de melhor se faz na olivicultura portuguesa”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Webinar “Impacto sócio-económico do olival no mediterrâneo” apresenta projecto europeu Artolio

Partilhar              A APPITAD — Associação de Produtores em Protecção Integrada de Trás-os-Montes e Alto Douro promove …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.