Início / Agricultura / Concurso de Azeites Prémio Ovibeja chega ao 1º lugar no The World’s Best Olive Oils

Concurso de Azeites Prémio Ovibeja chega ao 1º lugar no The World’s Best Olive Oils

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio Ovibeja já atingiu o topo do The World’s Best Olive Oils, um ranking criado pelo alemão Heiko Schmidt, considerado um guru de renome mundial em matéria de azeite.

O Prémio Ovibeja obteve o 1º lugar, ex aequo, com o prestigiado Mário Solinas, organizado pelo Conselho Oleícola Internacional (COI), entre 16 concursos internacionais de vários países: Espanha, Itália, Chile, Japão, Estados Unidos, Suíça, China.

Este concurso cumpre as normas recomendadas pelo COI onde se destacam os requisitos para apresentação e selecção das amostras de azeite, a classificação através de uma análise química e análise organoléctica efectuada por um painel de provadores. Faz ainda parte das regras que os azeites virgem extra sejam provenientes de um lote homogéneo de um mínimo de 3.000 litros.

Já na sexta edição, o Concurso passará a designar-se Prémio CA Ovibeja tendo o Crédito Agrícola como patrocinador exclusivo.

As inscrições e recepção de amostras de azeite estão abertas até 26 de Fevereiro. Os azeites seleccionados – os melhores do mundo – vão ser provados, em primeira mão, pelos visitantes da 33ª Ovibeja que se realiza de 21 a 25 de Abril.

A organização do Concurso pertence à ACOS – Associação de Agricultores do Sul em parceria com a Casa do Azeite – Associação do Azeite de Portugal.

O Concurso Internacional – Prémio CA Ovibeja é aberto a todos os interessados, nacionais e internacionais, que reúnam os requisitos inscritos no regulamento. As categorias a escrutínio são Frutado Maduro, Frutado Verde Ligeiro, Frutado Verde Médio e Frutado Intenso.

O Concurso Internacional – Prémio Ovibeja caracteriza-se pelo rigor das normas, (a par do mais importante do mundo – o Concurso Mário Solinas, organizado pelo COI – Conselho Oleícola Internacional). Entre os procedimentos obrigatórios destaca-se a autenticação das amostras por uma entidade idónea, o uso de recipiente de vidro escuro, sem rótulo e com sistema de abertura inviolável, o uso de um código de identificação anónimo, sendo ainda classificado através de uma análise química e de uma análise organoléctica feita por um painel de prova reconhecido pelo COI. O júri internacional, é constituído por alguns dos mais destacados peritos dos principais países produtores, mas participam igualmente peritos de outros países essencialmente consumidores, como os Estados Unidos da América, o Japão e a Alemanha, entre outros.

A entrega dos Prémios aos vencedores vai ser feita a 23 de Abril, no decorrer da 33ª Ovibeja.

Para mais informações contactar a Eng. Mariana Matos, da Casa do Azeite através do telefone 21 384 18 10.

A Ovibeja
A Ovibeja nasceu em 1984 com uma exposição de ovinos num recanto da tradicional Feira da Primavera, num verdadeiro esforço de voluntariado. Os produtores reuniram-se com o objectivo de responder a alguns desafios da sociedade e do sector agrícola de então e também para criar uma associação, a ACOS – Associação de Criadores de Ovinos do Sul que, em 2012, mudou de designação para ACOS – Agricultores do Sul. Esta associação, a mesma que organiza todos os anos a já conhecida como a maior feira agrícola do país, tem vindo a aumentar e diversificar a sua área de actuação, num permanente esforço de actualização, de modernização e de resposta aos novos desígnios colocados aos seus associados, ao sector, à região e ao próprio País.

Com o contínuo crescimento da feira e a sua valorização a nível nacional, no início dos anos 90, a Ovibeja alarga-se além-fronteiras, passando a ser denominada por Expo-Internacional. A feira continuou a afirmar-se progressivamente e, além de muitos outros factores de sucesso, o nome Ovibeja é um dos que a diferencia dos restantes certames. Passou, por isso, a denominar-se simplesmente Ovibeja.

A Ovibeja é uma feira, mas também uma marca, que apela à participação activa, ao exercício da cidadania, à construção de mais-valias resultantes de todos os sectores de actividade ao encontro da afirmação das diferentes dinâmicas, sejam do sector agrícola e agro-pecuário, dos desenvolvimentos tecnológicos, da investigação científica, do saber fazer e do saber ser. “É uma feira que nasce na terra e se desenvolve na cidade”, segundo os responsáveis pela organização.

A Ovibeja é uma feira agrícola. Da produção. Mas também da transformação, dos serviços, uma mostra institucional, um centro de negócios, de apresentação e discussão dos temas da actualidade.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Carne Ramo Grande dos Açores reconhecida como Denominação de Origem a nível nacional

Partilhar            A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas informa que foi conferido à Carne Ramo Grande …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.