Início / Agricultura / Comunidades Intermunicipais vão ser os “principais parceiros na prevenção de incêndios

Comunidades Intermunicipais vão ser os “principais parceiros na prevenção de incêndios

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As Comunidades Intermunicipais (CIM) vão ser os “principais parceiros” na “construção” do novo Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PNDFCI), disse hoje, 16 de Novembro, o secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Miguel de Freitas.

O governante, que falava  à margem das jornadas “Alto Minho FireCamp 2017” promovidas pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), afirmou que “vamos começar a trabalhar com as Comunidades Intermunicipais no sentido de definir um novo modelo no âmbito da prevenção florestal. É com elas que queremos construir esse novo caminho”.

Miguel João de Freitas, apontou como exemplos da nova estratégia supra-municipal as alterações previstas para os gabinetes técnicos florestais, brigadas florestais e a gestão de combustíveis. “Os gabinetes técnicos florestais devem passar de uma lógica municipal para uma lógica intermunicipal. Isso tem de ser definido através do que são as manchas de florestas que existem, porque as manchas de florestas não têm fronteira nos municípios. Portanto, os municípios têm de se agregar para fazer esse trabalho”, disse.

Brigadas de sapadores florestais geridas pelas CIM

Miguel de Freitas disse ainda que serão criadas brigadas de sapadores florestais geridas pelas CIM. E adiantou que o Governo vai “negociar” com aquelas estruturas “a gestão das centrais de biomassa e as bio-refinarias”.

“Neste grande programa nacional de gestão de combustíveis, o que queremos ter é as CIM com um parceiro principal. Tudo isto se faz também e, muito, com os agentes no terreno, com as organizações de produtores florestais, com as zonas de intervenção florestal com os baldios. É com eles que também vamos definir estes programas de intervenção territorial, que passam pela gestão de combustíveis e que passam, também, muito pela gestão florestal”, referiu.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Açores criam apoio para incentivar o envelhecimento dos vinhos licorosos

Partilhar            O Governo Regional dos Açores, através da Secretaria Regional da Agricultura e Florestas criou um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.