Início / Agricultura / Comunidade Portuária e Logística de Sines celebra protocolo com Câmara de Comércio Brasil Portugal para promoção do agronegócio

Comunidade Portuária e Logística de Sines celebra protocolo com Câmara de Comércio Brasil Portugal para promoção do agronegócio

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A CPLS – Comunidade Portuária e Logística de Sines celebrou um protocolo de cooperação com a Câmara de Comércio Brasil Portugal – Centro Oeste (CCBP-CO) com o objectivo de estudar e promover uma solução logística eficaz e eficiente para a exportação de produtos agropecuários brasileiros pelos portos brasileiros, preferencialmente os localizados no Arco Norte, com destino à Europa e ao Norte de África, através do Porto de Sines.

O protocolo prevê a constituição de um grupo de trabalho multidisciplinar com conhecimento profundo da cadeia de valor do mercado agropecuário brasileiro, incluindo a operação marítimo-portuária e a logística multimodal no Brasil e na Europa.

A CCBP-CO representa os interesses dos produtores do Centro Oeste do Brasil que, na sua totalidade, são responsáveis por cerca de 45% de toda a produção agrícola brasileira. Grande parte desta produção é destinada à Europa, utilizando os Portos de Santos e Paranaguá ao invés dos portos do Arco Norte que, potencialmente, podem oferecer uma forte redução nos custos logísticos e ambientais utilizando Sines como porta de entrada na Europa.

Este protocolo insere-se na estratégia da plataforma industrial, logística e portuária de Sines em promover novas áreas de negócio em Sines, como o agronegócio, através do potencial existente de deslocalizar os fluxos logísticos do Norte da Europa para Portugal, graças à oferta conjunta e completa que Sines apresenta.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Governo garante serviço do SIRESP com indemnização compensatória de 11 milhões de euros

Partilhar            O Governo aprovou a atribuição de uma indemnização compensatória de 11 milhões de euros à …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.