Início / Agricultura / Como plantar chuchu em casa: tudo o que deve saber

Como plantar chuchu em casa: tudo o que deve saber

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Olá, espero que se encontrem bem! Nos últimos tempos, tenho recebido várias solicitações vossas a pedirem-me para escrever um artigo sobre como plantar chuchu. O seu nome científico é Sechium edule, podendo também ser conhecido por nomes comuns como pimpinela, machucho e caiota. O chuchu apresenta maioritariamente a forma de pêra e pode ter até 20cm de comprimento. Apresenta diferentes cores desde o branco, verde claro ou até verde mais escuro. Aprenda neste artigo como plantar chuchu com estas dicas que agora lhe vou dar 🙂

como plantar chuchu no vaso

Propriedades do chuchu: conheça algumas

O chuchu é um hortícola cada vez mais popular entre nós. Por ser de fácil digestão, rico em fibras e com muito poucas calorias, é cada vez mais incluído numa dieta alimentar balanceada e equilibrada. Por outro lado, o chuchu é muito rico em nutrientes e vitaminas, contribuindo para fornecer ao nosso organismos parte daquilo que ele necessita. O Chuchu é rico em nutrientes como o potássio, cálcio e fósforo e em vitaminas como a vitamina A , vitamina C e niacina.

O chuchu  é também caracterizado por ser bastante diurético devido a conter  bastante água. Por essa razão, é muitas vezes incluído na alimentação de forma a prevenir doenças e problemas dos nossos rins.

Saiba mais sobre os benefícios do chuchu aqui

Saiba mais sobre esta cultura

O chuchu pertence à família das Cucurbitáceas assim como outras culturas como a curgete, pepino, melão, abóboras, melancia, etc. Caracteriza-se por ser uma cultura trepadeira herbácea e por essa razão, cresce normalmente em muros, paredes ou cercas que possam alguma estrutura para que as suas gavinhas se possam “agarrar”.

Esta cultura teve origem no continente americano, mais propriamente na América Central, acabando pelo seu cultivo se difundir um pouco por todo o mundo.

Em Portugal, mais propriamente no arquipélago da Madeira, o chuchu é conhecido também como pimpinela ou pepinela e utilizado em diversos pratos característicos da sua gastronomia regional. Nestas ilhas, o chuchu é muitas vezes utilizado em caldeiradas ou cozido juntamento com outros alimentos como feijão, batatas ou maçarocas de milho.

como plantar chuchu

Principais condições que deve garantir para plantar chuchu

Se quer aprender como plantar chuchu saiba que deve ter em conta algumas condições como o clima, luminosidade, solo e rega.

No que diz respeito ao clima ideal para cultivar chuchu é importante que tenha em conta que esta cultura adapta-se melhor a climas quentes e húmidos, como temperaturas que podem oscilar entre os 20ºC e os 27ºC.

Dado que o chuchuzeiro não suporta temperaturas baixas é importante que não inicie o cultivo desta cultura nas épocas do ano mais frias. O ideal é que se comece a plantar o chuchu no final da época das geadas que coincide com o final do Inverno e início da Primavera.

Quanto à luminosidade, garanta que planta chuchu seja plantado em locais com uma boa exposição solar ou no limite em situações de sombra-parcial.

O chuchu pode ser cultivado em locais ensolarados, ou em sombra parcial quando jovem, desde que haja uma boa luminosidade.

O chuchu gosta de solos com uma boa drenagem, férteis e ricos em matéria orgânica. Quanto ao pH, evite cultivar chuchu em solos demasiado ácidos (o ideal é ser cultivado em solos com um pH entre 6 a 6,8).

 Quanto à rega, é importante que evite solos demasiado encharcados/com excesso de humidade. O ideal é que se estabeleça um equilíbrio hídrico de forma a que situações extremas não se verifiquem. Mantenha o solo frequentemente húmido mas não em demasia.

Como plantar chuchu

Uma das técnicas que pode utilizar para plantar chuchu é enterrar metade desta planta no solo ou no vaso. Chamo a atenção que este procedimento deve ser feito com atenção de forma a que o chuchu não fique totalmente enterrado pois pode apodrecer mais facilmente.

Por outro lado, conheço algumas pessoas que cultivam chuchu em água, ficando metade deste hortícola dentro de água e o restante fora. Nunca experimentei esta técnica mas conheço quem o faça com bastante sucesso.

Dependendo das condições climatéricas e variedade escolhida, poderá começar a observar a emissão de rebentos a partir de 2 semanas após este procedimento. Quando os rebentos atingirem uns 15 cm de altura pode transplantar a planta para local definitivo, caso o local onde instalou a cultura não seja o local final onde quer que o chuchuzeiro se desenvolva. Pode também deixar este rebento que surge do chuchu sobre a terra ou enterrá-lo parcialmente para garantir que a sua plantação é feita com sucesso.

Se pretender uma produção mais profissional e de um grande número de plântulas pode utilizar um espaçamento de 4 metros entre plantas dado que esta planta desenvolve-se de forma muito pronunciada vegetativamente ( algumas chegam mesmo a atingir uns 12 metros de comprimento pelo que deve garantir tutores para auxiliar o seu desenvolvimento.

como plantar chuchu

Quando os chuchus estão prontos a colher?

Normalmente, pode iniciar a colheita do chuchu a partir dos 90 dias após a plantação. A época de colheita depende muito da variedade escolhida e das condições climatéricas presentes na sua região, podendo estender-se até aos 120 dias.

Um bom indicador de que a colheita dos seus chuchus está próxima é a abertura das flores desta planta. Nas duas semanas seguintes a este momento pode ser uma boa altura para iniciar a sua colheita.

Garanta que colhe os chuchus ainda tenros de forma a assegurar a sua qualidade. Um sinal evidente de que poderá estar a colher tarde demais é o aparecimento de chuchus que começam a “rachar” na extremidade.

Dado que o chuchuzeiro é uma planta perene pode produzir durante vários anos.

Se morar numa região tropical sem a presença de Invernos rigorosos e situações de seca extrema, a sua produção pode ser muito significativa.

No momento da colheita, há quem aproveite não só os chuchus como também as suas folhas e raízes para consumo.

Espero que este artigo lhe tenha sido útil.

Já algum vez plantou chuchus?

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Proença-a-Nova realiza acções de sensibilização sobre a floresta no concelho

Partilhar            A floresta que queremos é o mote para as acções de sensibilização que o Município …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.