Início / Empresas / Cleanwatts transforma Verdelago Resort em Comunidade de Energia que apoia uma centena de famílias

Cleanwatts transforma Verdelago Resort em Comunidade de Energia que apoia uma centena de famílias

A Cleanwatts foi o parceiro escolhido pelo projecto imobiliário e turístico de luxo Verdelago, localizado no Algarve, junto à Praia Verde (Castro Marim), para a criação daquela que será a primeira Comunidade de Energia Renovável (CER), em pleno funcionamento, num projecto turístico do Algarve.

A partir do final de 2023, a CER do Verdelago Resort, para além de tornar o empreendimento num agente activo na produção de energia, eliminando a sua própria factura, permitir-lhe-á assegurar a luta contra a pobreza energética entre as famílias carenciadas da região. Graças à partilha do excedente produzido e não consumido, vai permitir apoiar cerca de 100 famílias carenciadas, que beneficiarão de uma tarifa social comunitária 20% inferior às tarifas de mercado, avança uma nota de imprensa da Cleanwatts.

Esta CER terá a sua central fotovoltaica, de 1560kWp, instalada numa área de cerca de 1 ha dos 86 totais do Verdelago Resort, obedecendo a uma total integração paisagística.

“Vamos instalar uma Central Fotovoltaica de 1.560kWp, com mais de 2.800 painéis solares, no empreendimento Verdelago, que será integrada numa Comunidade de Energia Renovável”, explica José Basílio Simões, fundador e presidente da Cleanwatts, acrescentando que “para além de alimentar o empreendimento com energia verde, vamos produzir energia suficiente para possibilitar que a Comunidade forneça, ainda, energia para apoiar famílias da região em situação de pobreza energética”.

Para além da redução de custos, o empreendimento Verdelago dá um grande passo no caminho da sua independência energética, pretendendo-se que a produção anual total da central solar seja igual ou superior ao total do auto-consumo.

“A Cleanwatts está apostada em investir na área do turismo que, como sabemos, é um dos sectores da economia que mais cresceu nas últimas décadas e é uma área de actividade de especial importância em Portugal e, especialmente, no sul do país”, frisa José Basílio Simões, recordando que “o crescimento do sector trouxe novos desafios sociais, económicos e ambientais. Se, por um lado, é inegável que o desenvolvimento da actividade trouxe crescimento económico às comunidades locais, também é verdade que contribuiu para o aumento das desigualdades e da poluição e para o desgaste dos recursos. Contudo, quando é abordado numa perspectiva sustentável, o turismo pode ter um forte impacto positivo nas comunidades e é isso que se pretende, também, com esta Comunidade de Energia: não apenas ajudar a empresa a reduzir custos, mas melhorar a vida das famílias da região”.

Combate à pobreza energética

“A vertente social e de combate à pobreza energética é uma das principais facetas das Comunidades de Energia Renovável da Cleanwatts e quando o cliente é um empreendimento turístico como este, com uma forte ligação ao local onde está inserido, isto torna-se ainda mais importante”, afirma o responsável, avançando com alguns números: “através deste projecto, o Verdelago poderá apoiar cerca de 100 famílias, que beneficiarão de uma tarifa social comunitária em média 20% inferior às actuais tarifas de mercado”.

Apesar do projecto estar ainda a nascer, já há planos para o futuro próximo: “a Comunidade Energética do Verdelago irá arrancar com a instalação dos painéis numa área de terreno do resort (produtor-âncora), após o que a Cleanwatts angariará consumidores nesta região, de preferência com perfis de consumo complementares ao do produtor-âncora”, explica Basílio Simões.

A Comunidade poderá, posteriormente, crescer com a adesão de novos membros produtores, que tenham terrenos ou telhados com capacidade para expandir a potência fotovoltaica instalada. O impacto da Comunidade poderá, ainda, crescer com a introdução de outras fontes de geração renovável, como eólica, biomassa ou hidroelétrica, acrescenta a mesma nota.

Por sua vez, Paulo Monteiro, director-geral de desenvolvimento do Verdelago Resort, refere: “Sermos o primeiro resort turístico residencial do Algarve com uma CER posiciona-nos como líderes de uma nova geração de resorts que respondem de forma positiva não apenas às dimensões de sustentabilidade económica e ambiental, mas também social. Ser um resort gerador de energia e distribuidor, enche-nos de orgulho. Mais importante do que ser um enorme factor de competitividade no sector, materializa a nossa visão de que o futuro será sempre o de um turismo que faz parte da solução das regiões nas quais se insere e não um problema”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Agrogaia promove visita a quintas de agricultura biológica. Participação gratuita com transporte assegurado

Partilhar              O projecto Agrogaia realiza a primeira visita a duas quintas biológicas — Quinta do Ameal …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.