Início / Agricultura / Cinco novas linhas de crédito para PME no valor de 1600 milhões de euros

Cinco novas linhas de crédito para PME no valor de 1600 milhões de euros

O Governo anuncia o lançamento. no âmbito do programa Capitalizar, de cinco novas linhas de crédito destinadas a pequenas e médias empresas (PME) no montante global de 1.600 milhões de euros.

“Com o lançamento destas novas linhas, vamos ter um conjunto completo de instrumentos de financiamento às empresas”, afirmou o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, em declarações à agência Lusa.

O ministro acrescentou que esta medida “inclui instrumentos de investimento de projectos 2020, de definição de tectos (plafond) de tesouraria ou de fundos de maneio, respondendo de forma ampla e abrangente às necessidades de todas as empresas portuguesas”.

“As empresas precisam claramente de investimento e precisam destas linhas, que podem ser com prazos de três a 10 anos, prazos relativamente amplos para poderem investir com confiança”, disse ainda Manuel Caldeira Cabral.

Financiamento para exportadoras

O ministro lembrou que as PME “precisam também de financiar a sua actividade, em particular as empresas exportadoras, que estão a ter um aumento da actividade, precisam de linhas de financiamento e de fundo de maneio para poderem financiar, não só os investimentos, mas também a actividade corrente, podendo comprar matérias-primas e pagar salários, para depois – quando exportam – terem o retorno e receberem os seus rendimentos”.

“Estas linhas Capitalizar incluem instrumentos de apoio às pequenas empresas para investimento, mas também linhas de apoio ao fundo de maneio para as empresas gerirem melhor a sua tesouraria”, acrescentou Manuel Caldeira Cabral, referindo que esta medida engloba ainda apoios para empresas que têm maior dimensão.

O Ministro afirmou que “estas são linhas complementares aos instrumentos que já tinham sido lançados”.

Linhas de crédito Capitalizar

As cinco linhas de Crédito Capitalizar são destinadas a PME com montantes de financiamento por empresa com valores que variam entre os 25 mil e os dois milhões de euros.

A linha Micro e Pequenas Empresas tem uma dotação de 400 milhões de euros, tendo como objectivo potenciar o acesso a financiamento para investimentos em activos e reforço de capitais para aquelas empresas.

A linha Fundo de Maneio tem uma dotação de 700 milhões de euros e visa alargar as restrições do uso de operações para reforçar o Fundo de Maneio ou Capital.

A linha de definição de tectos (plafond) de Tesouraria conta com 100 milhões de euros e tem como meta visa apoiar a introdução de plafonds de crédito em condições acessíveis para todas as empresas.

A linha Investimento Geral, que também conta com 100 milhões de euros, tem como objectivo financiar investimentos em activos com elevado prazo de recuperação.

A linha Investimento Projectos 2020 tem uma dotação de 300 milhões de euros.

“São linhas que pretendem dar dinheiro às empresas com prazos mais favoráveis do que a banca consegue conceder, como também spreads mais baixos, permitindo assim às empresas, em particular às pequenas e medias empresas financiarem-se num contexto mais amplo do que as linhas que já tínhamos lançado anteriormente”, concluiu Manuel Caldeira Cabral.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Preços na produção industrial aumentam 19,9% em Dezembro de 2021

Partilhar               O Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) registou uma variação homóloga de 19,9% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.