Início / Agricultura / Centurion Pro. Herbicida da UPL autorizado para controlo de infestantes gramíneas anuais em tomateiro

Centurion Pro. Herbicida da UPL autorizado para controlo de infestantes gramíneas anuais em tomateiro

O Centurion Pro, herbicida da UPL à base de cletodime, obteve autorização excepcional de emergência por 120 dias para aplicação no controlo de infestantes gramíneas anuais em tomateiro.

“A substância activa cletodime pertence a uma família química, dentro do Grupo A do HRAC, diferente das famílias químicas de herbicidas presentemente autorizados para controlo de gramíneas em tomateiro, o que reforça a sua importância numa estratégia de controlo de controlo de infestantes, nomeadamente das Poáceas, contribuindo para uma melhor gestão de problemática das resistências”, afirma a DGAV — Direcção Geral de Alimentação e Veterinária no Despacho de autorização.

A autorização do Centurion Pro para a cultura do tomateiro, em vigor desde 21 de Março de 2022, prevê uma dose de aplicação de 1 a 1,5 L/hectare em pós-emergência precoce da cultura, das 2 às 9 folhas verdadeiras. Está autorizada uma aplicação/ano, com um volume de calda de 200 – 400 L/hectare e com intervalo de segurança de 30 dias.

O Centurion Pro é um herbicida de pós-emergência, selectivo e não residual, com formulação EC, indicado para o controlo das infestantes gramíneas, anuais e vivazes, nas culturas da alcachofra, batata, girassol, tomate, luzerna, cenoura, cebola, arroz e vinha.

Saiba tudo sobre o Centurion Pro aqui.

13.000 registos de produtos e patentes em todo o Mundo

Refira-se que a UPL nasceu na Índia em 1969 e, após sucessivas aquisições e um ambicioso plano de expansão, está actualmente presente em mais de 130 países, tem 48 fábricas de formulação, 12 estações de desenvolvimento experimental e mais de 13.000 registos de produtos e patentes em todo o Mundo.

A UPL “está empenhada numa agricultura sustentável que tenha um impacto mais profundo na sociedade. Agricultura sem limites, sem fronteiras, através do seu propósito OpenAg, uma rede agrícola entre todos os intervenientes na cadeia de valor, que alimenta um crescimento sustentável para todos”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Estudo: Oceano Atlântico pode “em breve” entrar na sua fase de declínio

Partilhar              Um novo estudo, recorrendo a modelos computacionais, prevê que uma zona de subdução actualmente na …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.