Início / Agricultura / Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo vence Prémio Vida Rural

Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo vence Prémio Vida Rural

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Cebal — Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo venceu o Prémio Vida Rural. A cerimónia de entrega dos prémios decorreu durante a 7.ª Edição do AgroIN, a 1 de Outubro em Lisboa.

O galardão foi atribuído, em parceria com a Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA), no âmbito da comemoração do 25.º aniversário do Prémio Vida Rural.

Dinamização do regadio

A edição de 2020 deste prémio visou distinguir 25 empresas, entidades ou associações que contribuíram para a dinamização do regadio nos últimos anos na área de influência do Alqueva.

“Este prémio apresenta-se como uma mais-valia para o Cebal, que vê assim reforçado o reconhecimento e relevância do trabalho desenvolvido em prol do crescimento, da inovação e da atractividade da região Alentejo”, refere uma nota de imprensa do Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo.

Critérios

Para as nomeações e escolha dos vencedores da edição deste ano foram cinco os critérios considerados: inovação, pioneirismo e diferenciação; orientação para a sustentabilidade; partilha e parceria; investimento e orientação para o mercado.

A Revista Vida Rural atribui os prémios Vida Rural todos os anos, com o objectivo de homenagear as pessoas e empresas que mais se distinguiram na agricultura e agroindústria portuguesa, reconhecendo o mérito no sector e dando visibilidade e notoriedade às personalidades e empresas envolvidas.

Cebal

O Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL) é uma unidade de investigação e desenvolvimento privada, sem fins lucrativos, sediada na cidade de Beja. Desenvolve a sua actividade em estreita ligação com o tecido económico local, levando em consideração as características e o potencial da região em que se insere.

A agricultura no Baixo Alentejo, nas suas várias vertentes, contribui com 14% para o PIB Nacional e nesse sentido, a actividade do Cebal está estruturada de forma a desenvolver investigação prioritariamente aplicada, procurando identificar questões com impacto potencial para a economia da região e propor soluções biotecnológicas que permitam a resolução de problemas, a optimização da produção ou a certificação de produtos.

A actividade do Centro está, também, direccionada para identificação e o desenvolvimento de novas oportunidades que possam ser aplicáveis à região nomeadamente nas áreas da produção vegetal, na produção animal, no processamento e melhoria dos produtos agrícolas e alimentares, na implementação de processos que permitam a obtenção de valor acrescentado a partir de sub-produtos e resíduos e na pesquisa de formas de valorização de matérias-primas tradicionais.

O Cebal conta com a colaboração de 11 investigadores doutorados. Com idades compreendidas entre os 28 e os 40 anos, formam uma equipa pluridisciplinar que cobre os domínios das Ciências da Saúde, Engenharia Alimentar, Engenharia Química, Biologia e Bioquímica. No global, têm mais de 50 artigos publicados em revistas científicas internacionais incluídas no SCI, cerca de um centena de comunicações a congressos técnico-científicos e duas patentes, uma nacional e outra internacional.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Associação de Bebidas Espirituosas defende fim da proibição de venda de bebidas alcoólicas a partir das 20h00

Partilhar            A Anebe – Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas diz continuar “empenhada em contribuir …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.