Início / Agricultura / Cebal organiza sessão online sobre diversidade do cardo na produção de queijo

Cebal organiza sessão online sobre diversidade do cardo na produção de queijo

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Cebal — Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo realiza, na próxima quarta-feira, dia 20 de Janeiro, pelas 11h30, a sessão online “Caracterização das populações silvestres de Cynara cardunculus” que contará com a presença de Elena Ordiales, Investigadora do Centro Tecnológico Nacional Agroalimentario Extremadura (CTAEX), no âmbito da iniciativa “Um Dia Com…”, organizada por aquel centro.

Com o foco na produção de cardo, como uma cultura importante na dinamização da economia rural, o Cebal convida a investigadora Elena Ordiales que, juntamente com a sua equipa, têm estudado a diversidade genética do cardo da região da Extremadura, evidenciado a sua influência no processo de fabrico e na qualidade de queijos amanteigados, como é o caso da Torta del Casar, um dos queijos de Denominação de Origem Protegida (DOP) mais importantes da Extremadura.

Apresentação de estudo

O ponto de partida desta sessão será a apresentação dos resultados do estudo da variabilidade genética do cardo, bem como a sua influência na produção de queijos amanteigados. Durante a sessão serão também discutidas características de plantas de cardo tecnologicamente mais aptas para a produção de queijos de pasta mole.

Iniciativas modelo que têm sido implementadas na Extremadura no que respeita à rentabilização da cultura do cardo, como agente coagulante, serão também apresentadas.

Participação livre

A sessão online poderá ser acompanhada em directo na plataforma Zoom, aqui. É aberta ao público e pretende chegar a produtores, técnicos, entidades relacionadas com os sectores agrícola e alimentar, Institutos de Ensino Superior e de Investigação, bem como a todos os interessados no tema.

O Cebal pretende potenciar uma nova cooperação internacional com o CTAEX, tendo em conta o trabalho que tem sido desenvolvido, por ambas as instituições, em prol da caracterização de populações de cardo, em termos genéticos, químicos, agronómicos, bioquímicos e tecnológicos. Um reforço transfronteiriço em prol da valorização económica de um recurso endógeno.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Ministro do Mar: captura de sardinha pode aumentar para 30 mil toneladas e ser prolongada pelo menos até Novembro

Partilhar              “Há condições para aumentar as possibilidades de captura de sardinha para 2021, possibilitando que a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.