Início / Empresas / Castelo Branco inaugura novo Museu dos Têxteis em Cebolais

Castelo Branco inaugura novo Museu dos Têxteis em Cebolais

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Câmara Municipal de Castelo Branco, inaugura este sábado, dia 29 de Julho, às 18 horas, um novo Museu Têxtil, num projecto que fonte da autarquia diz ser “único e inovador de reabilitação e recuperação da antiga Fábrica da Corga, assim como, de toda a sua maquinaria, na freguesia de Cebolais de Cima”.

Num investimento de cerca de 800 mil euros este projecto, realizado numa freguesia, pretende valorizar a memória da indústria dos têxteis e potenciar o turismo, reabilitando o espaço e as máquinas originais, para o transformar num “museu vivo” dos lanifícios, onde vai ser possível recuperar toda a história da fiação e tecelagem de lãs desenvolvida em Cebolais de Cima e no Retaxo.

Câmara comprou fábrica em 2014

Em 2014, a Câmara Municipal de Castelo Branco adquiriu a antiga fábrica para fazer dela um museu. Agora, com o espaço reabilitado e as antigas máquinas a funcionarem vai ser possível, observar e perceber todo o processo de produção dos lanifícios, ou seja, a transformação da lã em tecido.

Naquelas aldeias já se ouve a antiga buzina industrial, que durante anos marcou e acompanhou a vida dos habitantes da União de Freguesias de Cebolais de Cima e Retaxo.

A indústria têxtil, no concelho de Castelo Branco chegou a ter envergadura nacional, existindo mais de oito dezenas de fábricas do sector têxtil, sendo em determinada altura, responsável pela produção de 14 por cento da lã do País.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Museu Virtual da Memória Marítima de Viana do Castelo inaugurado no navio Gil Eannes

Partilhar            O Museu Virtual da Memória Marítima de Viana do Castelo foi inaugurado na ré do …

2 comentários

  1. José Monteiro

    Tomei conhecimento da existência do MUTEX em Cebolais de Cima, aldeia onde nasceram meus pais e onde na minha infância convivi com os meus avós paternos e meus tios e tias do lado materno assim com os meus primos. Vou visitar o que me oferecer este site pois já há umas dezenas de anos não visito os Cebolais. Já fiz alguns planos para lá voltar que nunca se realizaram. O meu filho mais velho, eles são 4, mostrou-se interessado em me acompanhar. Vamos lá a ver se é desta. Eu com os meus 80 anos e meio estou muito interessado no regresso às minhas origens, antes que seja tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.